A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 14 de Agosto de 2018

31/10/2017 06:10

Com Blues no nome, músico abre casa de carne de corte especial e tempero próprio

Regado a Blues, casa de carnes tem cortes especiais e tempero feito por músico

Informe Publicitário
Rodrigo mostra a carne do Blues. (Foto: Marcos Ermínio)Rodrigo mostra a "carne do Blues". (Foto: Marcos Ermínio)

Marcada pelo estilo, a fachada da casa no bairro Jardim São Lourenço, em Campo Grande, estampa o negócio que nasceu do hobby do músico Rodrigo Queiroz. Integrante da banda "Bêbados Habilidosos", ele comprou da esposa a ideia de vender seu cupim temperado entre amigos, se profissionalizou e hoje abre as portas para que a Mr. Blues Carnes Especiais ganhe a mesa de quem aprecia cortes e carnes nobres e um tempero original.

"É uma boutique de carnes especiais temperadas e embaladas a vácuo. Carne de qualidade, como angus, brangus e nelore de raça pura", anuncia o músico. A Mr. Blues começou a funcionar em março deste ano, depois que Rodrigo deixou o emprego na área de informática na Defensoria Pública do Estado. Paralelamente ao trabalho formal, ele sempre assou e temperou carnes e, a princípio, tinha a ideia de abrir uma empresa na área em que já atuava. 

"Minha mulher falou brincando: 'embala seu cupim e vamos vender'", conta. Hoje carro-chefe da casa, o Cupim Tai leva um molho secreto que faz quem come amar, pelo sabor, ou odiar, por não deixar concorrência para nenhum outro prato. "Ele tem personalidade, é meio adocicado, azedo e apimentado. Vai molho de soja e gengibre. Meus amigos chamam de 'estraga churrasco', porque onde eu levo, todo mundo deixa a picanha e vai só nele", brinca.

Cortes especiais fazem do lugar uma boutique de carne. (Foto: Marcos Ermínio)Cortes especiais fazem do lugar uma boutique de carne. (Foto: Marcos Ermínio)
Temperos também tem assinatura própria. (Foto: Marcos Ermínio)Temperos também tem assinatura própria. (Foto: Marcos Ermínio)

Da venda informal entre amigos, o músico abriu uma loja no Instagram e se viu, de repente, ganhando em duas semanas o que tirava o mês todo por trás dos computadores. "Minha ideia é crescer, fazer uma boutique diferente. Primo pela qualidade, ainda mais a carne, que é alimento. Então, temos nutricionista, veterinário", detalha Rodrigo.

A estrutura, segundo ele, é pequena, mas a ideia já é grande. A logomarca da Mr. Blues é inspirada no próprio Rodrigo Queiroz, fruto da brincadeira de um amigo. "Fez pensando em mim, porque gosto de Blues, uso este chapéu, sou barbudo, fumo cachimbo", justifica.

As carnes são temperadas e porcionadas em cortes especiais, a maioria deles argentinos, que levam nomes fictícios, como "Darth Vader" e "capa do Batman". "Eles são com tempero black, feito à base de carvão ativado. Uso um que é importado e a carne fica preta. Todo mundo tem receio de comprar, mas depois que come uma vez, fica doido. É bom pra caramba", descreve.

A Mr. Blues também faz hambúrgueres, chegando a receber encomenda de 80 num só dia. As carnes não são baratas, admite o dono, mas a qualidade está em primeiro lugar. "E é acessível, é para quem curte carne de maior qualidade. É diferente comprar aqui de um açougue", exemplifica Rodrigo.

Tudo na loja tem o selo Mr. Blues. (Foto: Marcos Ermínio)Tudo na loja tem o selo Mr. Blues. (Foto: Marcos Ermínio)

Numa comparação por cima, enquanto a picanha de mercado pode ser comprada por R$ 30 o quilo, a dele sai por R$ 90. "Mas a minha é picanha mesmo, com 900g, 1kg no máximo. Você assa e depois corta ela com a colher. Todas as carnes são marmorizadas, de primeira linha", enfatiza o músico. O termo "marmorizada" se refere à gordura entremeada da carne.

A casa também oferece produtos e acessórios para churrasco, como temperos de fora do estado e a própria linha de sais defumados e temperados feitos artesanalmente "É um sal defumado, sem estabilizante químico" explica.

Até o bacon passa pelos Blues. Curado no uísque e mel, ao abrir a embalagem já se sente o cheiro. "É um sabor e aroma diferentes. Ele fica meio âmbar, e não é curado à força, vai no tempo certo, demora até 10 dias", detalha.

Às segundas e terças, Rodrigo está na manipulação. As carnes são preparadas semanalmente e com prazo para consumo. Apesar de poderem esperar 35 dias, zeloso, o proprietário as retira de venda em até 15 dias.

Espaço é o que não falta na Mr. Blues, então, em breve entra no cronograma da casa o "American Barbecue", aos finais de semana com carne assada pronta, como costelinha de porco, brisket (peito bovino assado por longas horas), costela ripa bovina e frango texano, todas são assadas com temperos especiais, e as carnes são defumadas low and slow é assada em 10 a 12 horas de fogo em baixa temperatura para carne ficar suculenta e macia. E é questão de tempo para que Rodrigo abra a casa também para workshops.

"O preparo destas carnes é diferente, mas é simples. Só questão de tempo de cocção e depende do ponto que você gosta e da carne que pegou. Quero ensinar esse tipo de coisa", completa.

A casa fica fechada todo o tempo, mas uma plaquinha de "aberto" avisa ao cliente que basta só tocar a campainha. O horário de funcionamento da Mr. Blues é de quarta a sexta, das 10h às 12h e das 15h às 18h; aos sábados, das 9h às 12h e das 15h às 19h; e, aos domingos, das 9h às 12h. A boutique fica na Rua Manoel Laburu, 806, e atende pelo celular 9-9933-2793. Nas redes sociais está no Instagram.

A boutique fica na Rua Manoel Laburu, 806.A boutique fica na Rua Manoel Laburu, 806.
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.