A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018

31/03/2017 07:22

Do sabor da bocaiúva à comida pantaneira, veja o que comer na Expogrande

Thailla Torres
Polpa de bocaiúva é o sabor mais regional da Expogrande. (Foto: Thailla Torres)Polpa de bocaiúva é o sabor mais regional da Expogrande. (Foto: Thailla Torres)

Em cada estande ou barraquinha da Expogrande, sempre aparece alguma coisa diferente. Tem até tabule no cachorro-quente. Mas desde o lanchinho simples, até uma carne mais refinada, comer este ano na feira está bem caro.

Para quem não encara ficar em pé esperando o hot dog ou o espetinho ficar pronto, o jeito é investir nos restaurantes. São quatro opções nesta Exposição, todas já conhecidas do campo-grandense.

A Churrascaria Figueira levou carne bovina e ovina. A porção de 300g de picanha sai a R$ 48,00, já o entrecôte e o assado de tiras custa R$ 45,00. Na opção ovina, tem o carré, que é o lombo do carneiro, o pernil e Um filé à Moda Figueira, todos por R$ 65,00. Os pratos vem com um acompanhamento que pode ser arroz, mandioca ou vinagrete.

Já no Gaúcho Gastão, as porções custam R$ 60,00 e servem até 3 pessoas. Tem opções de picanha, costela e linguiça, que vem acompanhadas de arroz, vinagrete, mandioca e farofa. Se não escolher a porção, pode optar pelo buffet de R$ 28,00 por pessoa.

Tem também o restaurante Las 4 Vacas com cortes especiais a partir de R$ 52,00 e acompanhamentos que custam entre R$ 6,00 e R$ 16,00.

Para quem gosta de massas e risotos, a culinária da A Modo Mio e Fatto Di Amore Risoteria também estão presentes com sabores a partir de R$ 20,00. O mais simples é o Espaguete à Bolonhesa, acompanhado de 4 mini almondegas e queijo parmesão. O risoto mais barato é o com bacon e brócolis por R$ 25,00, preparado com arroz arbóreo, queijo parmesão, mussarela e manteiga.

Milkshake de bocaiúva. (Foto: Thailla Torres)Milkshake de bocaiúva. (Foto: Thailla Torres)

Se a grana do fim de mês está curta, pelas barrquinhas da Expogrande nem o cachorro-quente é barato, custa R$ 8,00. O cliente serve os acompanhamentos que inclui salada, mortadela, farofa, vinagrete e tabule.

Já o pastel frito custa R$ 6,00, o mesmo preço dos salgados. Um espetinho simples passado apenas na farofa sai por R$ 13,00 e o completo, com arroz, vinagrete, farofa e mandioca sobe para R$ 15,00.

Se estiver com a família, o que pode compensar são as porções de isca de carne com mandioca em algumas barracas, que servem de 4 a 6 pessoas e o preço varia entre R$ 60,00 e R$ 70,00.

Um lanche simples, como o X-Salada, tem valores a partir de R$ 12,00 e nem o churros escapou do preço alto, o mais simples custa R$ 5,00, já o recheado e com cobertura pode sair até por R$ 15,00.

E dá para se surpreender com novos sabores. Um deles é o aroma e a textura da bocaiúva presente no milkshake, brownie e salgado recheado.

A proposta veio do Pioneiro Cultura e Gastronomia, de Miranda (MS), um complexo que administra estabelecimentos na cidade e agora investe em comidas típicas para comitivas no Estado.

"É um fruta muito saborosa e que tem um combinação perfeita com outros ingredientes. Por isso, quando começamos, foi a minha mãe que teve a ideia de trabalhar com a bocaiúva, umas das frutas mais regionais que temos", diz o proprietário do stand, José Eduardo Moreira.

Esse é o kikito de bocaiúva, um salgado assada recheado com cupim e queijo. (Foto: Thailla Torres)Esse é o kikito de bocaiúva, um salgado assada recheado com cupim e queijo. (Foto: Thailla Torres)
Arroz carreteiro, feijão e macarrão tropeiro. (Foto: Thailla Torres)Arroz carreteiro, feijão e macarrão tropeiro. (Foto: Thailla Torres)

O que chama atenção é o Kikito, um salgado assado feito com farinha de bocaiúva, recheado com cupim desfiado e queijo, por R$ 7,00 cada.

Quem saiu do trabalho só para jantar na Expogrande, aprovou. "Eu vim para ver o que tinha de novidade além das barracas que a gente já conhece e é muito saboroso. Lembra muito a bocaiúva, mas a carne com queijo é melhor ainda", diz o funcionário público Sebastião Costa Soares, de 44 anos.

De Miranda, também veio o brownie recheado com brigadeiro, com a massa feita da fruta, por R$ 8,00. O milkshake é outra novidade, preparado com leite, polpa de bocaiúva e o sorvete por R$ 12,00. Dá pra sentir aquela liga, como se estivesse comendo a fruta.

Mas para quem prefere um sabor mais tradicional, tem comida de comitiva com arroz carreteiro, feijão com carne seca, macarrão tropeiro e mandioca. O prato custa R$ 20,00 e de sobremesa tem rapadura.

Pastel a partir de R$ 6,00. Pastel a partir de R$ 6,00.
Espetinho completo custa R$ 15,00.Espetinho completo custa R$ 15,00.
Carne com mandioca no Gaúcho Gastão. (Foto: Thailla Torres)Carne com mandioca no Gaúcho Gastão. (Foto: Thailla Torres)

Programação - A festa continua até o dia 9 de abril. Nesta sexta (31), sobem ao palco Jorge e Mateus e o funkeiro Dennis e no sábado, a dupla João Gustavo e Murilo e Luan Santana. Depois, as apresentações musicais são retomadas só na quarta-feira, dia 5, com show de Gustavo Mioto.

Na quinta, dia 6, a programação traz Wesley Safadão e o MC G15 e na sexta, dia 7, DJ Alok e ainda a dupla Matheus e Kauan. Os shows encerram no dia, 8, sábado, com Henrique e Diego e Bruninho e Davi.

Os ingressos começam em R$ 30,00 e podem ser comprados no Gugu Lanches e também pela internet. Informações e reserva de bangalôs somente pelo telefone (67) 3341 0134.

Curta o Lado B no Facebook.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.