A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Agosto de 2018

29/12/2017 07:47

Em 2017, nem a polícia na porta de ex-governador desbancou desejo por comida

Comidinhas a preços populares bombaram neste ano, mesmo entre tantas notícias "buxixadas" como operação contra André Puccinelli

Thailla Torres
Espaço que serve sushi, pizza e sobá por R$ 30,00 fez sucesso no noticiário gastronômico do Lado B. (Foto: Arquivo/Marcos Ermínio)Espaço que serve sushi, pizza e sobá por R$ 30,00 fez sucesso no noticiário gastronômico do Lado B. (Foto: Arquivo/Marcos Ermínio)

Em 2017, Campo Grande provou que nada mais interessa quando o assunto é comida. Restaurantes mostraram que é possível apreciar bons pratos, seja na periferia ou região central da cidade, por um preço bem acessível e acabaram lotados.

Talvez por isso, uma das reportagens publicadas pelo Lado B conseguiu desbancar até a operação da Polícia Federal que bateu à porta do ex-governador André Puccinelli. As duas matérias foram publicadas no mesmo dia, mas a curiosidade pela comida venceu e ficou em primeiro no ranking.

As denúncias contra André tiveram bastante comentparios nas redes sociais, mas não superaram uma casa de sushis em especial, que depois de ser divulgada pelo Campo Grande News, acabou ganhando o coração dos leitores.

MR. Kuka bombou entre todos os lugares novos da cidade. (Foto: Arquivo/Marcos Ermínio)MR. Kuka bombou entre todos os lugares novos da cidade. (Foto: Arquivo/Marcos Ermínio)

"Dono quer ver povo passando mal em rodízio de sushi, pizza e sobá por 30 reais". A reportagem foi o destaque no dia 11 de maio.

O negócio da Avenida Günter Hans bombou com lotação máxima e também rendeu muito em visualizações. No dia da publicação, foram mais de 80 mil leituras e uma reação online de 5,8 mil likes, 2,2 mil compartilhamentos e  mais de 4 mil comentários.

O empresário Eliseu Rodrigues, de 36 anos, investiu na lanchonete que só servia sushi no período da noite. Para incrementar o rodízio com sabor diferente, ele escolheu servir pizza e sobá de uma vez só. O "MR. Kuka" é daquelas opções que a gente só encontra em bairro e paga super barato para comer, mesmo assim, muita gente não acreditava no preço.

Fazendo um comparativo do antes e depois da reportagem, Eliseu conta tudo o que mudou. "Tínhamos implantando o rodizio há 5 meses e não emplacava. Quando saiu a matéria do Campo Grande News foi uma loucura. O nosso movimento duplicou e logo nos primeiros dias, enormes filas se formavam para conhecer o espaço", conta o proprietário.

Como não estava preparado para tanto, vieram as reclamações sobre atendimento e ele aproveitou a oportunidade para dar uma guinada nos negócios. "Aumentamos o espaço com capacidade para 350 pessoas e até espaço kids. Foi um marco em nossa carreira que há 10 anos estávamos tentando deslanchar a passos lentos".

No cardápio entram 31 sabores de sushi durante a semana e 18 de pizza, além de sobá com carne bovina e suína. Para dar conta da clientela, só no fim de semana, mais de 15 kg de arroz é preparado especialmente na produção de sushi.

Lugar abre de segunda a sexta. (Foto: Arquivo / João Paulo Gonçalves)Lugar abre de segunda a sexta. (Foto: Arquivo / João Paulo Gonçalves)

"Tem gente que duvida, mas há 20 anos restaurante no Centro serve almoço por R$ 5,00"

Com mais de 38,7 mil leituras, outro restaurante também deu uma guinada depois de aparecer aqui no Lado B.

Na Avenida Barão do Rio Branco, o Felipe Restaurante vende almoço, prato feito ou marmitex, por apenas R$ 5,00. Muita gente não entrava no estabelecimento achando ser pegadinha, mas depois da matéria acabaram acreditando no valor.

Os donos souberam aproveitar os efeitos da reportagem espontânea para duplicarem o faturamento em 2017. Em questão de meses, o restaurante que oferecia 700 almoços por dia, passou a vender mais de 1,5 mil. "Muita gente veio dizendo que viu na reportagem. Depois conseguimos inaugurar até uma filial ao lado do Camelódromo que está bombando", diz o dono Odair José Camargo, de 42 anos.

Para fazer jus ao reconhecimento , ele garante que não vai mudar o preço da comida. "A gente continua a R$ 5,00 e sem previsão de mudança. Graças a Deus hoje as pessoas entram no nosso restaurante sem preconceito. Porque infelizmente as pessoas acham que pelo preço, fazemos tudo de qualquer jeito, mas se estou aqui há 20 anos, não é assim. Estamos todos os dias na cozinha com muito amor e dedicação".

O Felipe Restaurante fica na Rua Barão do Rio Branco, 1389. (Fot: Arquivo/João Paulo Gonçalves)O Felipe Restaurante fica na Rua Barão do Rio Branco, 1389. (Fot: Arquivo/João Paulo Gonçalves)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.