ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  03    CAMPO GRANDE 29º

Sabor

"Frango de jaca" é carro-chefe na cozinha de empadas vegetarianas

Ideia é mostrar que além de não ser cara, culinária vegetariana pode ser muito saborosa sim

Por Paula Maciulevicius Brasil | 02/07/2020 08:01
Ana Muniz e Paulo Martines, os responsáveis pelas empadas vegetarinas do Capivara Veggie. (Foto: Arquivo Pessoal)
Ana Muniz e Paulo Martines, os responsáveis pelas empadas vegetarinas do Capivara Veggie. (Foto: Arquivo Pessoal)

Queridinha dos campo-grandenses, a capivara virou garota propaganda da empada que que sai da cozinha de Paulo Martines e Ana Muniz, isso porque o animal é o maior roedor vegetariano. O casal começou a empreitada da "Capivara Veggie" há pouco mais de um mês para provar que além de não ser cara, a comida vegetariana pode sim ser deliciosa.

No cardápio, carne só se for de soja ou de jaca. Regra que também é seguida à risca em casa, porque Ana é ovolactovegetariana há mais de ano. "Na minha casa moramos eu, meu marido e minha filha, eles são onívoros, porém não comem carne em casa", explica.

E vamos aos termos - "Onívoros" são os que comem de tudo, inclusive carne; já os ovolactos, não consomem carne, mas ainda fazem o uso de ovos, leite e derivados. "Dizemos que o ovolacto é a porta de entrada para o veganismo", explica Ana. Este último, é aquele que não consome qualquer tipo de produto de origem animal ou que envolva animais em sua produção. Além de não comerem carnes, leites, ovos e mel, também não consomem cosméticos e produtos de limpeza que tenham compostos de origem animal ou que sejam testados em animais.

A pontuação de cada tópico também é feita no Instagram do negócio, a fim de explicar e quem sabe incentivar o público a se alimentar e consumir de forma mais consciente.

A cozinha é toda de Paulo, filho de chef de cozinha, além de ter influência da mãe, ele também trabalhou por anos no Twist, bar que fechou as portas na pandemia. Em casa, e com tempo livre, ele e Ana pensaram em fazer algo para vender que fosse fácil e gostoso. "Minha ideia principal é de levar o vegetarianismo para frente, gosto de mostrar o que eu como e como é fácil ser vegetariano com pouco dinheiro, que é gostoso e está longe de ser um bicho de sete cabeças", exemplifica Ana.

A filha Isadora, mostrando as empadinhas que saem da cozinha de casa. (Foto: Arquivo Pessoal)
A filha Isadora, mostrando as empadinhas que saem da cozinha de casa. (Foto: Arquivo Pessoal)

As opções de empadas são: brócolis com queijo, palmito, "carne" de soja e "frango" de jaca. O último é o carro-chefe do negócio. "Eu queria apresentar novos sabores e fazer as pessoas provarem coisas sem carne. Muito do nosso público é onívoro e nem sabia que existia jaca salgada. Todo mundo está amando e falando que é parecido com frango, por isso colocamos 'frango de jaca'", explica Ana.

Paulo, com a mão na massa. (Foto: Arquivo Pessoal)
Paulo, com a mão na massa. (Foto: Arquivo Pessoal)

E para os que torcem o nariz para a proteína de soja, Ana e Paulo têm uma dica preciosa para compartilhar, que inclusive você pode testar aí na sua casa. "A soja tem um gosto amargo, meio forte, então nosso segredo é misturar com beterraba, porque ela neutraliza esse gosto. Então, a gente tempera com alho, cebola e temperos normais, e para neutralizar coloca a beterraba, ela não fica nem com o gosto amargo nem com sabor de beterraba", conta Ana.

Já a jaca, eles têm fornecedor certo, o restaurante A Casa do Luís, de onde já compram a jaca temperada.

A Capivara Veggie atende somente por delivery, com taxa fixa de R$ 5,00 a entrega. As empadas variam entre R$ 4,00 e R$ 5,00. Os pedidos podem ser feitos pelo Instagram @capivaraveggie ou pelo WhatsApp:  98422-2130.

Tem alguma sugestão de pauta bacana para o Lado B? Mande para a gente pelas redes sociais, no Facebook, Instagram, e-mail: ladob@news.com.br ou pelo Direto das Ruas, o WhatsApp do Campo Grande News, o 99669-9563.