A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

08/06/2018 08:16

Lámen, o prato que lembra o sobá, agora tem um cantinho só seu na Capital

Receita é comida do dia a dia no Japão e leva muitos ingredientes semelhantes ao nosso sobá

Thaís Pimenta
Lamen de shoyu é indicado por Fausto pra quem experimenta pela primeira vez o prato. (foto: Acervo Pessoal)Lamen de shoyu é indicado por Fausto pra quem experimenta pela primeira vez o prato. (foto: Acervo Pessoal)

Quando se fala em comida japonesa quente, campo-grandense pensa logo em sobá e yakisoba. Mas um novo restaurante especializado na culinária oriental, o Umami, trouxe para a cidade um prato famoso no Japão: o lamen, a "comfort food" dos japoneses. Já conhecida em São Paulo, a receita por aqui ainda é bem mais conhecido pelos descentes da cultura asiática.

O dono Fausto Nakamura, explica que Umami significa o quinto sabor. "É como se fosse o algo a mais que torna algo saboroso mas não se sabe explicar o porquê. Na tradução, quer dizer um dos cinco gostos básicos do paladar humano, como o doce, azedo, amargo e salgado. Por conta dessa definição eu dei o nome de Umami ao restaurante", explica.

O lamen, ainda segundo Fausto, se difere do sobá pelos temperos que vão no caldo, pelo macarrão, ingredientes e pela montagem. "Aqui eu tenho uma receita do lamen tradicional, feito com missô, que é o mais próximo do que é comido no Japão. Também sirvo o lamen shoyu, uma opção mais próxima do sobá que eu indico pra quem nunca experimentou o prato".

Todo o processo de produção é feito no restaurante, desde o próprio macarrão até a montagem. Todo o processo de produção é feito no restaurante, desde o próprio macarrão até a montagem.

No Umami tudo foi pensado por Fausto, desde as receitas até o ambiente. Até mesmo as massas são preparadas ali e cozidas na hora em que o prato é servido ao cliente. "A gente prepara a massa durante o dia por aqui, assim como os caldos que servem os lamen".

Além do tradicional, o restaurante serve também guioza, acompanhamento clássico do lamen, e os já conhecidos por nós, o yakisoba, yakimeshi, frango xadrez, harumaki, filé mignom ao alho e karaguê. "Eu sirvo também outro prato bem clássico daquela região, o Kare Raisu, que tem origem na Índia mas que foi adotado pelos japoneses. Trata-se de uma receita feita a partir do curry, em que carnes e legumes picados ficam bem picantes e são servidos com gohan", conta ele.

Fausto trabalhou por anos em um dos restaurantes pioneiros na culinária oriental em Campo Grande e foi dessa experiênia que ele tirou o sonho de ter um espaço seu, que se realizou em dezembro do ano passado. 

Ele, que nunca foi para o Japão, tem todas as referências dentro da gastronomia vindas de seu pai. "Ele sempre soube muito dessa arte e passou seus conhecimentos pra mim antes de falecer".

O ambiente do restaurante é bem diferente do que estamos acostumados a ver no segmento. Ao invés de ser escuro, Fausto optou por trazer apenas cores claras e o revestimento em 3D na parede principal do Umami, com referências ao Origami japonês, deixa o cantinho bem charmoso. 

 "Queria que aqui fosse um espaço confortável para a família vir jantar, tanto é que eu tenho um Espaço Kids pra melhor receber esse público. Vemos que restaurantes japoneses são semelhantes a 'Bat Cavernas' e eu queria justamente o oposto disso", finaliza ele.

O Umami Culinária Japonesa funciona de segunda a sábado, das 18h às 23h e fica na Rua Amazonas, 582.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.

De acordo com Fausto, o Guioza é o acompanhamento mais tradicional do lamen. (Acervo Pessoal)De acordo com Fausto, o Guioza é o acompanhamento mais tradicional do lamen. (Acervo Pessoal)
Yakisoba é um dos preferidos dos campo-grandenses. (Acervo Pessoal)Yakisoba é um dos preferidos dos campo-grandenses. (Acervo Pessoal)
Kare Raisu do Umami. (Acervo Pessoal)Kare Raisu do Umami. (Acervo Pessoal)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.