ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUINTA  16    CAMPO GRANDE 27º

Sabor

Quando síndrome bateu à porta, geleia foi recomeço para Fernanda

Fernanda sofre com uma doença muscular que limita sua força, mas geleias foram a solução na cozinha

Por Bárbara Cavalcanti | 07/07/2021 07:55
Geleias caseiras de Fernanda são ótimos acompanhamentos para comidas salgadas. (Foto: Reprodução Redes Sociais)
Geleias caseiras de Fernanda são ótimos acompanhamentos para comidas salgadas. (Foto: Reprodução Redes Sociais)

Fernanda de Oliveira Lima Remonatto, de 40 anos, é apaixonada pela cozinha. Mas por causa de uma síndrome rara, ela precisou fazer uma cirurgia no cérebro e depois disso tem pouco tônus muscular, o que a limita de exercer o tamanho esforço exigido em uma cozinha profissional. Agora com as geleias caseiras, Fernanda fez da cozinha de casa seu trabalho, que ela pode realizar em seu próprio ritmo.

A paixão pela gastronomia fez Fernanda abandonar o curso de Direito no último ano. “Eu não me encontrei nessa área, porque meu sonho era gastronomia. Então larguei o Direito e fui para a área que eu amo”, detalha Fernanda.

Geleia de tomate faz sucesso pelo diferencial. (Foto: Reprodução Redes Sociais)
Geleia de tomate faz sucesso pelo diferencial. (Foto: Reprodução Redes Sociais)

Depois do curso, ela começou os experimentos com brigadeiros gourmet. “Eu amava tudo aquilo”, expressa. Porém, o projeto precisou parar quando ela descobriu que sofria com uma síndrome rara chamada Síndrome de Arnold-Chiari.

Nessa síndrome que não tem cura, acontece uma malformação congênita no sistema nervoso central. Para isso, Fernanda precisou passar por uma cirurgia no cérebro em 2017.

“A cirurgia inibe a síndrome e ela para de crescer. E eu passei pela cirurgia sem grandes sequelas. Só perdi meu tônus muscular, então não teria como eu trabalhar em cozinha profissional, onde existe uma exigência física muito maior, como carregar panelas, bandejas e essas coisas”, explica.

Assim, Fernanda criou um canal no Youtube intitulado “Cozinha da Fer”, para compartilhar seu conhecimento. No canal, ela ensina todo o tipo de receita, arroz, sopas, panquecas, e os próprios brigadeiros gourmet.

A geleia entrou em jogo no aniversário da filha dela de 15 anos, em março desse ano. “Minha filha queria uma lembrancinha diferente, então eu fiz as geleias, nem pensava em comercializar”, explica.

Fernanda com suas geleias. (Foto: Arquivo Pessoal)
Fernanda com suas geleias. (Foto: Arquivo Pessoal)

Mas o item rapidamente virou negócio e Fernanda então se viu fazendo da própria cozinha um local de trabalho em que ela pudesse fazer as coisas no ritmo dela, respeitando seus limites físicos.

O principal destaque é a geleia de criação autoral de Fernanda no sabor tomate com pimenta e manjericão. “Ela é ideal para comer com comidas salgadas, como churrasco por exemplo. As pessoas ficam muito surpreendidas com essa geleia, com esses ingredientes”, ri.

Mas há também os sabores tradicionais que se espera de geleias: morango com limão siciliano, abacaxi com gengibre, damasco com laranja e morango com canela.

Há também opções tradicionais, com frutas, como morango com canela. (Foto: Reprodução Redes Sociais)
Há também opções tradicionais, com frutas, como morango com canela. (Foto: Reprodução Redes Sociais)

Para Fernanda, o sucesso foi uma surpresa. “Os amigos, vizinhos, todo mundo compra e eu fiquei muito surpresa com esse carinho, com uma coisa que eu faço com tanto amor, crescer assim desse jeito. Principalmente aqui no Rita Vieira, o acolhimento e a valorização dos vizinhos pelo comércio local é muito grande, é uma sensação de comunidade bem legal”, declara.

Para fazer encomendas, basta entrar em contato pelo whatsapp (67) 99213-0397.

Curta o Lado B no Facebook. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário