ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  22    CAMPO GRANDE 31º

Lado Rural

Para Embrapa, 43% das pequenas propriedades de MS se dedicam ao plantio de soja

Pequenas propriedades são 70% dos estabelecimentos produtores de soja no Brasil, mostra levantamento

Por José Roberto dos Santos, com informações da Embrapa-Soja | 25/06/2024 16:00
Com uso de trator, agricultor prepara área para plantio. (Foto: ANeto/Arquivo Embrapa-Soja)
Com uso de trator, agricultor prepara área para plantio. (Foto: ANeto/Arquivo Embrapa-Soja)

Um levantamento realizado pela Embrapa, com base em dados do último Censo Agropecuário (2017), revela que mais de 73% dos estabelecimentos agropecuários produtores de soja no Brasil têm menos de 50 hectares, podendo ser caracterizados como pequenas propriedades. “Portanto, são pequenos agricultores familiares que têm na cultura da soja boa parte da sua renda”, explica o chefe-geral da Embrapa Soja, Alexandre Nepomuceno, em nota técnica emitida pela empresa de pesquisa. Em Mato Grosso do Sul, segundo o levantamento, são 43% das propriedades (3.105) que se dedicam ao cultivo da oleaginosa têm  até 50 hectares, representando 43% do volume. As fazendas com mais de 50 hectares (4.062) representam 57%.

“Os dados mostram que a soja é uma cultura democrática, quando se observa o tamanho das propriedades em que o grão é semeado. Portanto, desmistifica a visão de que a soja é usada somente por grandes proprietários de terras”, ressalta o chefe-geral da Embrapa Soja.

Se por um lado as propriedades em Mato Grosso do Sul com até 50 hectares e que plantam soja são 43%, as propriedades maiores que 50 hectares são responsáveis por 98% da soja total produzida.

O documento Características principais dos estabelecimentos agropecuários produtores de soja no Brasil segundo estratos de área colhida , de autoria do pesquisador André Steffens Moraes, da Embrapa Soja, será lançado na Reunião de Pesquisa de Soja , promovida pela Embrapa Soja, nos dias 26 e 27 de junho, em Londrina (PR). As informações compiladas na publicação mostram as principais características dos estabelecimentos agropecuários produtores de soja no Brasil, segundos estratos de área colhida.

Pequenas propriedades predominam no Sul

O pesquisador revela que dos 236 mil estabelecimentos agropecuários produtores de soja brasileira, 83% (196 mil estabelecimentos) encontram-se na região Sul do Brasil. No Rio Grande do Sul 81% dessas propriedades possuem menos de 50 hectares (77 mil propriedades). No Paraná, 79% dos estabelecimentos produtores de soja são pequenas propriedades (cerca de 65 mil propriedades) e em Santa Catarina 87% dos estabelecimentos têm menos de 50 hectares (cerca de 15 mil propriedades).

As regiões Centro-Oeste e Sudeste participam com aproximadamente 4% do total de pequenas propriedades produtoras de soja ou cerca de 6 mil estabelecimentos cada uma e as regiões Norte e Nordeste, com menos de 1% cada.

O levantamento, realizado por Moraes, revela ainda que o uso intensivo de alta tecnologia adotada nas grandes propriedades de soja, também está presente em pequenos estabelecimentos produtores de soja. “Entre as variáveis tecnológicas impostas em qualquer propriedade de soja no Brasil estão o uso de insumos de alta qualidade, como sementes transgênicas, adubos e corretivos, assim como a utilização de máquinas e de armazéns para grãos, entre outras”, destaca Moraes.

Segundo o pesquisador, diversos fatores podem moldar a distribuição do tamanho dos estabelecimentos rurais de uma região: fatores históricos e culturais, disponibilidade e acesso a crédito e financiamento, condições climáticas e ambientais, acesso à tecnologia e à maquinário agrícola, topografia e qualidade do solo , entre outros. “Uma análise de tamanhos dos estabelecimentos rurais pode ter implicações para o desenvolvimento de políticas públicas, alocação de recursos e programas de apoio direcionados aos pequenos estabelecimentos e contribuir para identificar políticas potenciais ou estratégias que possam ajudar esses produtores a enfrentar seus desafios produtivos”.

Produção de soja

Na safra 2022/2023, o Brasil produziu mais de 150 milhões de toneladas de soja, segundo a Conab, o que mantém o País na liderança mundial da produção do grão, seguida dos Estados Unidos e da Argentina.Em Marto Grosso do Sul no ciclo 2022-2023 a produção foi de 15 milhões de toneladas, 10% da produção brasileira.

Atualmente a soja é cultivada em 20 estados e no Distrito Federal e os principais estados produtores, além de MS, são: Mato Grosso, Rio Grande do Sul, Paraná e Goiás. “A cultura da soja é responsável diretamente por aproximadamente 6% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional e por cerca de 25% do PIB do agronegócio, além de gerar mais de 2,2 milhões de empregos”, afirma Nepomuceno.

Nos siga no Google Notícias