ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  22    CAMPO GRANDE 25º

Meio Ambiente

Associação quer lei que vede transporte de peixes por pescadores esportivos

Ricardo Campos Jr. | 28/01/2017 16:25
Evento da Associação dos Pescadores Esportivos do Pantanal foi realizada no Estoril (Foto: Leonardo Araújo)
Evento da Associação dos Pescadores Esportivos do Pantanal foi realizada no Estoril (Foto: Leonardo Araújo)

Associação dos Pescadores Esportivos do Pantanal se reúne neste sábado (28) para discutir a proposição de lei que proíba pescadores esportivos e amadores de levarem qualquer quantidade de peixes para casa. A medida visa fomentar a prática do pesque e solte, evitando o desaparecimento dos espécimes.

Segundo o engenheiro agrônomo Leonardo Araújo, que participa da discussão, estados como Goiás, Mato Grosso e Minas Gerais já têm normas semelhantes. Atualmente a legislação estipula cotas para esse público, de modo que quem for flagrado transportando pescado acima dessa quantidade incorre em crime ambiental.

O problema, segundo ele, é que os pescadores adeptos à modalidade esportiva, sem conseguirem capturar exemplares, os compram de pescadores profissionais, que incentivados por esse “mercado” tendem a retirar cada vez mais espécimes dos rios de Mato Grosso do Sul para conseguir lucrar com isso.

“A lei contribui para evitar a pesca predatória. Tem uma tratativa para cuidar dos pescadores profissionais, não deixá-lo a Deus dará, vai ter o mercado dele”, afirma.

O deputado Beto Pereira (PSDB) está envolvido na causa, segundo ele, tendo se comprometido a tentar implantar a medida na Assembleia Legislativa por meio de decreto, cuja tramitação é mais rápida, para em seguida propor projeto de lei.

Participou do evento, realizado no Clube Estoril, o ex superintendente estadual de Pesca e Aquicultura Thomas Luparelli.

Nos siga no Google Notícias