ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUARTA  15    CAMPO GRANDE 19º

Meio Ambiente

Cheia do rio Paraguai pode ser a maior desde 1995 este ano, segundo Embrapa

Por Marta Ferreira | 14/03/2011 11:29

O rio Paraguai pode ter, este ano, a maior cheia desde em 16 anos, conforme divulgou hoje a Embrapa Pantanal. De acordo com o Modelad (Modelo de Previsão de Cheia em Ladário), se no dia 31 de março a régua de Ladário indicar altura do rio entre 4 e 5 metros, o pico da cheia poderá variar entre 5 e 6,4 metros, no mês de abril.

A última vez que o rio passou dos 6 metros de altura foi em 1995, quando chegou a 6,5 metros.

A Embrapa vai divulgar uma previsão de cheia mais precisa no dia 31 de março, mas antecipou o dado diante da preocupação manifestada pelos criadores de gado em Corumbá, que estão vendo o rio subir dia a dia e já reclamam de dificuldades de levar os animais para áreas não alagáveis.

Conforme a Emprapa informou hoje, o volume excessivo de chuvas registrado neste início de ano no Mato Grosso do Sul está influenciando a previsão de cheia para o rio Paraguai.

Segundo o pesquisador Ivan Bergier, ocorrendo o cenário descrito, o pico da cheia deverá ser registrado em abril, provavelmente na segunda quinzena. Hoje, a régua de Ladário indicava o nível de 3,67 metros, uma alta de 5cm em relação ao dia anterior.

Chuva demais- Neste ano, choveu em Corumbá mais de 230mm em janeiro, mais de 450mm em fevereiro e 200mm em março, até o momento. “Tivemos uma falta de chuva no final do ano passado e uma chuva muito acima da média neste início de ano”, comparou o pesquisador.

A Embrapa orienta que os produtores fiquem em estado de alerta e diz que cabe ao pecuarista a decisão de manejar o gado com antecedência, pois isso envolve custos. “Pode ser uma ação benéfica. Mas pode acontecer também de a cheia esperada hoje não se confirmar”, explicou Ivan.

Rio Paraguai pode passar dos 6 metros este ano, segundo Embrapa. (Foto: Lucimar Couto)
Rio Paraguai pode passar dos 6 metros este ano, segundo Embrapa. (Foto: Lucimar Couto)