ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEXTA  26    CAMPO GRANDE 27º

Meio Ambiente

Chuva de 101 milímetros em 9 horas derrubou ao menos 11 árvores em Campo Grande

Apesar do maior volume de chuva ter caído sobre a Capital, cidades do interior tiveram maiores prejuízos

Por Mirian Machado | 24/10/2021 11:32
Campo Grande, nas primeiras horas do dia, ainda com chuva (Foto: Marcos Maluf)
Campo Grande, nas primeiras horas do dia, ainda com chuva (Foto: Marcos Maluf)

Campo Grande foi a cidade de Mato Grosso do Sul que mais choveu entre a noite de ontem (23) e a madrugada de hoje (24), com média de 101,5 milímetros. Segundo o meteorologista Natálio Abrão, os ventos chegaram a atingir 65 km/hora.

Na Capital, entre as regiões mais atingidas estão o Bairro Universitário com 106,1 milímetros, seguido do Jardim Panamá com 103,2 milímetros, Bairro Carandá Bosque até o Shopping Bosque dos Ipês, com 96,3 milímetros, Santa Luzia com 84,4 mm e região da Vila Popular e Jardim Aeroporto com 68,4 milímetros.

Chuva de granizo no bairro Nova Lima (Foto/Reprodução)
Chuva de granizo no bairro Nova Lima (Foto/Reprodução)

Apesar de mais ‘fraca’ em relação à semana passada, a tempestade desta madrugada resultou em 11 ocorrências de quedas de árvores registradas pelo Corpo de Bombeiros. Casas em um condomínio no Jardim Campo Nobre foram destelhadas e alagadas. Ainda houve registro de alagamentos e chuva de granizo. No bairro Nova Lima, morador mostrou o estrago na cozinha, em que a cobertura da coifa foi danificada, molhando o cômodo.

Já no interior os estragos foram maiores e começaram ainda durante o dia de sábado (23), sete torres de transmissão foram derrubadas pelo forte temporal na região Sul do Estado e Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai, segue às escuras. A falta de energia elétrica no município perdura desde às 21h30 de sábado.

Cinquenta e um animais morreram em fazenda, na tarde de ontem (dia 23), durante o temporal que atingiu Eldorado. Os 49 bois e dois cavalos são da fazenda Ilha Grande. A mortandade foi provocada, segundo o fazendeiro, pela queda da fiação elétrica na cerca. Os animais que estavam perto foram eletrocutados.

Segundo o meteorologista Natálio Abrãao, também há registro de chuva acumulada entre as 22h30 de ontem e as 7h10 deste domingo: em Rochedo (81,4 mm), Corguinho (81,3 mm), Água Clara (46,2 mm), Ivinhema ( 72 mm), Iguatemi (63 mm), São Gabriel do Oeste  e Três Lagoas (60 mm). Em Ribas do Rio Pardo o acumulo de chuva foi de 49,4 milímetros, 46,2mm em Água Clara, 45mm em Corumbá na região do aeroporto e 34,1.

Ainda segundo o meteorologista, há previsão de pancadas de chuva fortes para o dia 3 de novembro.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário