ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, DOMINGO  26    CAMPO GRANDE 13º

Meio Ambiente

Com asfalto chegando, Águas do Miranda entra no roteiro do ecoturismo de Bonito

Com asfalto, distrito pesqueiro se prepara para ampliar turismo, como prática de esportes radicais

Silvio Andrade, especial para o Campo Grande News | 01/11/2023 08:19
Ponte sobre o Córrego Pimenta: pavimentação está em fase de conclusão. (Foto: Chico Ribeiro)
Ponte sobre o Córrego Pimenta: pavimentação está em fase de conclusão. (Foto: Chico Ribeiro)

Com previsão de conclusão até março do próximo ano, a obra de pavimentação da Estrada do 21 (MS-345) vai ampliar as opções de passeios em Bonito com a inserção do distrito de Águas do Miranda no roteiro ecoturístico do destino.

A região é conhecida pela piscosidade do Rio Miranda, que corta a vila, e a chegada do asfalto revela a beleza cênica da estrada, com seus vales e morraria, e a vocação para a prática de esportes radicais, contemplação e observação de aves.

A estrada ecológica é estratégica quanto a logística entre Campo Grande e Bonito, reduzindo a distância da viagem, hoje feita pela BR-060 (saída para Sidrolândia), em mais de 40 km.

Com acesso pela BR-262 até Anastácio (130 km), a partir da Capital, segue-se pela BR-419 por 20 km e entra na MS-345. São 30 km até o distrito e mais 70 km para Bonito, totalizando 250 km. O novo percurso vai colocar Águas do Miranda na Rota Pantanal Bonito, mudando seu perfil turístico.

Segundo a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), mais de 80% do projeto de pavimentação está finalizado, com implantação da sinalização viária em grande parte do trecho e passagens de animais, bem como a conclusão de 14 pontes de concreto – estrutura necessária para drenar uma região de grande volume de águas pluviais recortando sua morraria. Em execução pelo Governo do Estado, ao custo de R$ 324 milhões, a obra segue em quatro frentes.

Um novo momento - “Vamos preparar o distrito para se tornar um grande polo de pesca esportiva, reorganizando o setor, atraindo novos empreendimentos e melhorando os serviços, antevendo um boom com o asfalto, hoje uma realidade, e o fácil acesso”, afirma Josmail Rodrigues, prefeito de Bonito.

Segundo ele, o município vai trabalhar na promoção da pesca em família e incentivar a prática feminina, além de desenvolver a exploração sustentável dos recursos naturais da região.

Hoje, o distrito conta com boa estrutura de pesqueiros, pousadas, ranchos e hotéis e um comércio forte em expansão. Os empresários estão animados com o asfalto e pretendem ampliar seus negócios, diversificando os produtos turísticos, exemplo do Hotel-Fazenda Genipapo. “Aqui o céu não vai ter limite para o turismo”, aposta o empresário Pedro Henrique Garcês, proprietário do empreendimento, um dos mais estruturados da região.

Aréa de lazer em pousada do distrito de Águas de Bonito: empresários esperaram ampliar clientes. (Foto: Edemir Rodrigues)
Aréa de lazer em pousada do distrito de Águas de Bonito: empresários esperaram ampliar clientes. (Foto: Edemir Rodrigues)

“A expectativa é a melhor possível, sem dúvida”, prossegue. “Estamos investindo, construímos quadras de vôlei e beach tennis e vamos trabalhar com ciclismo e canoagem. Decidimos não fechar na piracema (período de proibição da pesca, entre novembro e fevereiro) e já temos reservas para atividades em ecoturismo, o que já sinaliza esse novo momento”, finaliza Garcês.

Festival de pesca - Para a secretária de Turismo, Comércio e Indústria de Bonito, Juliane Salvadori, o turista que hoje busca lazer e aventura no destino terá mais uma opção de passeio, ampliando sua permanência em pelo menos mais dois dias. “O distrito vai ser a porta de entrada, está próximo de Bonito e nosso turismo vai ganhar muito. Vamos melhorar os serviços com qualificação e promover e formatar novos produtos, mantendo o padrão Bonito”, adianta ela.

Uma das ações da prefeitura de Bonito será a realização, em março do próximo ano, da segunda edição do Festival de Pesca Esportiva, com o apoio da Fundação de Turismo do Estado (Fundtur), evento que integra o calendário oficial do destino. Para os empresários locais, o festival é o divisor de águas para o turismo do distrito, que não fazia parte da prateleira de atrativos que o município promove em grandes feiras nacionais e internacionais.

Na reestruturação do distrito, a prefeitura melhorou o acesso das estradas vicinais, a coleta do lixo é feita três vezes por semana e ampliou o atendimento na saúde, que hoje conta com duas ambulâncias. Está sendo projetando para 2024 a implantação de um porto municipal e reurbanização da orla do Rio Miranda. “Para quem era isolado, estamos vivendo outra vida e o turismo vai bombar”, diz Daniela Sanches, representante da prefeitura na comunidade.

Estrada asfaltada vai ligar Campo Grande a Bonito, mais uma apções de acesso ao principal polo turistico de MS.(Fotos: Chico Ribeiro)
Estrada asfaltada vai ligar Campo Grande a Bonito, mais uma apções de acesso ao principal polo turistico de MS.(Fotos: Chico Ribeiro)

 Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias