ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  19    CAMPO GRANDE 28º

Meio Ambiente

Com mapeamento em mãos, Governo discute recuperação do Rio Taquari

Reunião realizada nesta quarta-feira (8) abordou ações para a Bacia do Rio Paraguai, que abrange o Rio Taquari

Por Aletheya Alves | 08/09/2021 14:45
Renato Roscoe, do Instituto Taquari Vivo, Jaime Verruk e Reinaldo Azambuja com mapeamento em mãos. (Foto: Divulgação)
Renato Roscoe, do Instituto Taquari Vivo, Jaime Verruk e Reinaldo Azambuja com mapeamento em mãos. (Foto: Divulgação)

Mapeamento hidrográfico da Bacia do Rio Paraguai foi entregue ao governador Reinaldo Azambuja  (PSDB) nesta quarta-feira (8), em reunião com o Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) e o Instituto Taquari Vivo. Sub-bacia do Rio Paraguai, a recuperação do Rio Taquari foi um dos assuntos discutidos durante a reunião.

Sobre o mapeamento em geral, Azambuja disse que o desenvolvimento de políticas públicas envolvendo questões ambientais como assoreamento de rios, preservação de mata ciliar e neutralização de emissão dos gases do efeito estufa é o mais importante.

A partir do mapeamento da Bacia do Rio Paraguai, pontos críticos devem ser identificados. Para a produção do documento, o Instituto Taquari Vivo, em conjunto com o Imasul, levou seis meses.

Sub-bacia do Rio Paraguai, o Rio Taquari também foi um dos assuntos discutidos durante a reunião. De acordo com o governador, ações para recuperação serão colocadas em prática, “ao começar os trabalhos nos pontos mais graves, vamos sair da teoria e ir para a prática, em ações de mitigações, replantio de mata ciliar e controle de erosão”, disse.

Titular da Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente), Jaime Verruck destacou que a restauração do Rio Taquari será priorizada. De acordo com o secretário, um plano será desenvolvido e recursos internacionais estão sendo buscados para investimento.

Além do governador e o secretário Jaime Verruk, também participaram da reunião, o diretor-presidente do Imasul, André Borges e o diretor-executivo do Instituto Taquari Vivo, Renato Roscoe.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário