A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 20 de Novembro de 2017

06/02/2017 17:13

Em 30 anos, mais de 19 mil hectares de mata atlântica são regenerados em MS

Renata Volpe Haddad
Amambai foi o município de MS que apresentou mais áreas regeneradas de mata atlântica em 30 anos. Foto: Divulgação)Amambai foi o município de MS que apresentou mais áreas regeneradas de mata atlântica em 30 anos. Foto: Divulgação)

Em 30 anos, entre 1985 e 2015, Mato Grosso do Sul regenerou 19.117 hectares, equivalente a 191.17 km² de mata atlântica, segundo o Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica, que monitora a distribuição espacial do bioma.

Conforme dados da Fundação SOS Mata Atlântica e o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), divulgados nesta segunda-feira (6), Amambai foi o município que apresentou mais áreas regeneradas no período avaliado, num total de 1.947 hectares, seguido de Corumbá com 1.674 hectares, Ponta Porã 1.090, Juti 1.060 hectares e Tacuru com 1.053 hectares regenerados.

A Mata Atlântica cobria originalmente 18% da área de Mato Grosso do Sul, ou seja, pouco mais de 6,3 milhões de hectares. Atualmente, restam apenas 707.136 mil hectares do bioma, que representa 11,1% desse total.

Nos últimos 30 anos foram desmatados 42.816 mil hectares de Mata Atlântica no Estado. Dos 79 municípios sul-mato-grossenses, 52 têm ocorrência da Mata Atlântica.

De 100 cidades que mais desmataram nos últimos 30 anos, quatro estão em Mato Grosso do Sul. Não foram divulgados os nomes dos municípios.  A área total desmatada é de 19.899 mil hectares, ou cerca de 198,99 quilômetros quadrados.

O estudo analisa principalmente a regeneração sobre formações florestais que se apresentam em estágio inicial de vegetação nativa, ou áreas utilizadas anteriormente para pastagem e que hoje estão em estágio avançado de regeneração. Tal processo se deve tanto a causas naturais, quanto induzidas por meio do plantio de mudas de árvores nativas.

MS teve mais de 19 mil hectares de áreas regeneradas. (Foto: SOS Mata Atlântica)MS teve mais de 19 mil hectares de áreas regeneradas. (Foto: SOS Mata Atlântica)

Redução de desmatamento - Nos últimos 30 anos, houve uma redução de 83% do desmatamento do bioma.

De acordo com a diretora-executiva da Fundação SOS Mata Atlântica, Marcia Hirota, sete dos 17 estados da Mata Atlântica já apresentam nível de desmatamento zero. “Agora, o desafio é preservar o que resta e recuperar as florestas nativas que perdemos.Embora o levantamento atual não assinale as causas da regeneração, ou seja, se ocorreu de forma natural ou se decorre de iniciativas de restauração florestal, é um bom indicativo de que estamos no caminho certo”, afirma.

A Mata Atlântica está distribuída ao longo da costa atlântica do país, atingindo áreas da Argentina e do Paraguai nas regiões Sudeste e Sul. De acordo com o Mapa da Área, a Mata Atlântica abrangia originalmente 1.309.736 km2 no território brasileiro.

Seus limites originais contemplavam áreas em 17 estados: PI, CE, RN, PE, PB, SE, AL, BA, ES, MG, GO, RJ, MS, SP, PR, SC e RS. Nessa extensa área vivem atualmente mais de 72% da população brasileira.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions