ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 33º

Meio Ambiente

Expedição do MPF e MPE vistoria danos ambientais no rio Taquari

Por Nícholas Vasconcelos | 22/04/2013 18:39

Uma expedição do MPF (Ministério Público Federal) e do MPE (Ministério Público Estadual) começou a vistoriar nesta segunda-feira (22) o rio Taquari em busca de danos ambientais. A equipe técnica é formada por especialista de diversas áreas e percorre até sexta-feira (26) 17 pontos ao longo do rio.

Os locais foram definidos pela Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) como de provável ruptura do curso natural da água, o que resulta na formação dos arrombados.

De acordo com o MPF, o objetivo da vistoria é definir o contexto ambiental e socioeconômico de cada local, para analisar a possibilidade de autorização de pequenas intervenções. A visita técnica é consequência de audiência pública realizada em Campo Grande no dia 5 de abril.

O rio Taquari é considerado por muitos estudiosos como o maior desastre ambiental de Mato Grosso do Sul em função do assoreamento. O fenômeno, causado por fatores naturais e também pela ação humana, alterou o curso d'água, provocando seca em alguns pontos e alagamentos em outros.

Desde a década de 1970, fazendeiros fecham arrombados para evitar que água desaproprie naturalmente as áreas antes utilizadas como pasto. A prática provocou prejuízos à atividade pesqueira, causando mortalidade de peixes e influenciando no ciclo da piracema.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário