ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUINTA  22    CAMPO GRANDE 31º

Meio Ambiente

Governo Federal determina fiscalização em 69 barragens de "alto risco" em MS

Entre elas está a barragem do Guariroba na Capital e três de minério em Corumbá

Por Adriano Fernandes e Tatiana Marim | 30/01/2019 22:50
Técnicos durante uma das vistorias desta quarta-feira (30) em Corumbá. (Foto: Edemir Rodrigues)
Técnicos durante uma das vistorias desta quarta-feira (30) em Corumbá. (Foto: Edemir Rodrigues)

Mato Grosso do Sul tem 69 barragens, enquadradas nos critério de “alto risco” ou “dano potencial associado alto” que deverão passar por vistorias, conforme determinação do CNRH (Conselho Nacional de Recursos Hídricos), publicada nesta quarta-feira (30). 

Entre elas estão duas da Capital: a Barragem do Guariroba – de onde sai parte da água que abastece a Capital-, e do Lago Parimê. Outras três ficam em Corumbá e, inclusive já passaram por uma primeira vistoria do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), esta semana.

São elas as instalações com acúmulo de rejeitos de minérios na Barragem Sul, Bacia Pé da Serra e do Gregório, da Vale. As outras instalações em geral, não são destinadas a mineração e sim aquicultura ou recreação, por exemplo.

Os levantamentos devem ser apontados pelo Imasul em até 90 dias. A recomendação do CNRH, órgão responsável pela implementação da Política Nacional de Segurança de Barragens,ocorre após o rompimento da barragem do Feijão, em Brumadinho, Minas Gerais, na última sexta-feira (25) e que deixou um dano incalculável ao meio ambiente e centenas de mortos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário