ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SÁBADO  31    CAMPO GRANDE 18º

Meio Ambiente

Incêndios no Pantanal vão entrar em 'semanas críticas' e MS pede reforço

Navio da Marinha e 20 bombeiros de Santa Catarina devem incrementar combate às chamas

Por Nyelder Rodrigues | 26/09/2020 20:12
Combate aéreo aos focos de incêndio em MS (Foto: Divulgação)
Combate aéreo aos focos de incêndio em MS (Foto: Divulgação)

Três semanas em nível crítico. Esse é a expectativa das autoridades que trabalham em Mato Grosso do Sul no combate aos incêndios no Pantanal. Para ajudar no enfrentamento às chamas, o Governo do Estado pediu mais reforço de outros estados e também da Marinha do Brasil, que vai auxiliar as equipes com um navio no rio Paraguai.

"A situação está favorável para incêndios em âmbito nacional. As próximas trê semanas entraremos em um nível crítica e hoje pela manhã já percebemos um crescimento de focos de incêndio ao longo do Pantanal", frisa o chefe da Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Jaime Verruck.

Ele frisa ainda que os focos já somam aproximadamente 17 mil casos no bioma, um dos mais diversos do mundo, mas que já teve extensão considerável atingida pelo fogo. Entre os focos mais recentes que preocuparam mais as equipes estão no Parque Estadual do Rio Negro.

Lá, homens do PrevFogo atuaram a partir do município de Aquidauana para conseguir realizar o trabalho de controle das chamas. Produtores rurais da região receberam avisos para que intensificassem a criação de aceiros, impedindo a propagação das chamas nas fazendas.

Além disso, foram identificados focos em duas áreas de produção nas regiões do Nabileque e do Paiaguás, em pleno Pantanal sul-mato-grossense. "Vamos fazer incremento de equipes na Serra no Amolar. A situação é bastante crítica. Está chegando reforço da Marinha, com um navio, que vai se juntar ao PrevFogo, ICM-Bio e Bombeiros", diz Verruck.

O Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul atua na área com auxílio de colegas do Paraná, destacados exclusivamente para esse trabalho no Pantanal. Além disso, são esperados mais 20 bombeiros de Santa Catarina para os próximos 20 dias.

Em outras regiões do Estado, até um helicóptero do Governo de Minas Gerais auxiliou o combate às chamas em Mato Grosso do Sul. Em Ribas do Rio Pardo, um incêndio florestal foi contido na manhã deste sábado. "Pedimos ao DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) que reforce os aceiros à margem das estradas também", finaliza Jaime.

Covid - Grupo de combatentes também estão se deslocando da região do Alto Taquari para o combate na região de Porto Jofre, que foi sobrevoada hoje dentro do planejamento de ações. Três casos de covid-19 foram identificados em militares do Corpo de Bombeiros.

Dois serão deslocados para a Capital e um para Corumbá em avião especial disponibilizado pela Base Aérea de Campo Grande. Eles estavam na região de Poconé, no Mato Grosso, e estão bem, sem apresentar sintomas graves da doença.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário