A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Outubro de 2019

06/09/2019 15:42

Inmet alerta sobre umidade do ar em “estado de emergência” de 12% em MS

Em 12 municípios, má qualidade do ar recomenda a suspensão de atividades físicas e consumo de bebidas diuréticas

Humberto Marques
Mapa de Mato Grosso do Sul divulgado pelo Inmet; área vermelha aponta região onde umidade do ar fica abaixo de 12%. (Foto: Reprodução)Mapa de Mato Grosso do Sul divulgado pelo Inmet; área vermelha aponta região onde umidade do ar fica abaixo de 12%. (Foto: Reprodução)

O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) emitiu alerta nesta sexta-feira (6) para 12 municípios da região norte de Mato Grosso do Sul, que podem enfrentar percentuais de umidade relativa do ar inferiores a 12% nesta tarde –considerado “estado de emergência” pelas autoridades de saúde. O aviso é válido até as 18h e aponta para “grande risco” de incêndios florestais e à saúde.

A OMS (Organização Mundial de Saúde) considera apropriados à boa saúde humana percentuais de umidade do ar superiores a 60%. Quanto mais baixo o índice, maiores as chances de ocorrerem problemas de saúde, como os respiratórios e de pele e irritação nos olhos. Abaixo de 12%, o risco de ocorrerem problemas pulmonares e dores de cabeça, entre outros males, também crescem.

Da mesma forma, o tempo seco cria condições para o fogo se alastrar com facilidade.

O índice crítico de umidade deve ser sentido em regiões Alcinópolis, Aquidauana, Chapadão do Sul, Corumbá, Costa Rica, Coxim, Figueirão, Paraíso das Águas, Pedro Gomes, Rio Verde de Mato Grosso, Sonora e São Gabriel do Oeste.

Nas áreas afetadas, a recomendação é para que a população consuma bastante líquido, use hidratante e meios de umidificar o ambiente –como aparelhos próprios ou o uso de toalhas molhadas. Atividades físicas são nocivas em condições de tempo seco, assim como o consumo de bebidas diuréticas, como o café e as alcoólicas.

Ao todo, o Inmet aponta que a umidade do ar ficará abaixo de 30% (estado de atenção) em 33 municípios do Estado –incluindo Campo Grande e aqueles nos quais o percentual atingiu nível crítico. Em 25 deles, nas regiões norte, central e leste do Estado, a umidade relativa baixa a percentuais entre 20% e 12%, o estado de alerta.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions