ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  25    CAMPO GRANDE 23º

Meio Ambiente

MS é o 3ª Estado que mais desmatou o Cerrado nos últimos 35 anos

Levantamento divulgado pela Mapbiomas revela que grande parte do bioma foi utilizado pela agropecuária

Por Jhefferson Gamarra | 15/09/2021 17:17
Parte da área nativa do Cerrado sul-mato-grossense. (Foto: Divulgação)
Parte da área nativa do Cerrado sul-mato-grossense. (Foto: Divulgação)

O Cerrado sul-mato-grossense sofreu grandes transformações entre 1985 e 2020. Neste período de 35 anos, 3,4 milhões de hectares de mata nativa foram desmatados. Os dados fazem parte do mapeamento feito pelo MapBiomas, divulgado nesta semana.

No mesmo período, em todo Brasil, o Cerrado perdeu 19,8% de sua vegetação nativa, ou 26,5 milhões de hectares, o equivalente a uma área maior que o Estado do Piauí. Se considerada a perda total de vegetação, Mato Grosso perde apenas para o vizinho Mato Grosso, que devastou 6,8 milhões de hectares do Cerrado e para Goiás, que desmatou 4 milhões.

A agropecuária ocupou 26,2 milhões de hectares do bioma no mesmo período. Atualmente, a atividade ocupa 44,2% do Cerrado em todo o Brasil.

Ainda de acordo com o levantamento, dos 13 estados que possuem o bioma, 11 tiveram perda de vegetação nativa no período. Apenas nos últimos 10 anos, o Cerrado perdeu quase 6 milhões de hectares de vegetação nativa, em onze estados brasileiros, incluindo Mato Grosso do Sul, sendo que 98,8% foi destinada à atividade agropecuária.

Além da vegetação nativa de Cerrado, Mato Grosso do Sul perdeu ainda, 100 mil hectares de campo alagado e área pantanosa, 1,3 milhão de formação savânica, 20 mil de formação campestre e 1,9 milhões em formação florestal.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário