A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017

05/12/2016 15:09

No primeiro mês de piracema, PMA registra aumento de 100% nas apreensões

Comparado ao mesmo período de 2015, mais pessoas foram autuadas e quantidade de peixe recolhida dobrou

Elci Holsback
Coxim foi o município com maior registro de apreensões (Foto: Divulgação/PMA)Coxim foi o município com maior registro de apreensões (Foto: Divulgação/PMA)

As apreensões de pescado ilegal no primeiro mês de piracema nos rios de Mato Grosso o Sul já é 100% acima dos registros do mesmo período de 2015, segundo a PMA (Polícia Militar Ambiental).

Entre 5 de novembro e 5 de dezembro de 2016 foram apreendidos 513 kg de pescado, enquanto que em 2015 a apreensão registrou 228 Kg no mesmo período. No ano passado nove pessoas foram presas autuadas por crime ambiental de pesca no período reprodutivo dos peixes, enquanto neste primeiro mês de ação a PMA autuou 19 pessoas pelo crime. O município onde houve mais apreensões foi Coxim - distante 260 km de Campo Grande, com 274 Kg de pescado recolhido. O valor das multas até o momento é de R$ 41.360 mil, enquanto em 2015 o mesmo período registrou R$ 38.300 mil.

De acordo com a PMA, as pessoas autuadas e presas irão responder processo criminal e podem, se condenadas, pegar pena de um a três anos de detenção (Lei Federal 9.605/1998) e pagar multa administrativa , que varia de R$ 700 a R$ 100 mil, mais R$ 20,00 por quilo do pescado irregular.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions