ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, DOMINGO  26    CAMPO GRANDE 13º

Meio Ambiente

Onça-pintada é filmada descansando na Serra do Amolar

Esta foi a primeira vez que os pesquisadores avistaram uma onça-pintada sobre uma árvore na região de Corumbá

Clara Farias | 28/07/2023 09:42
Onça-pintada deitada em galho de árvore na Serra do Amolar (Foto: Diego Viana)
Onça-pintada deitada em galho de árvore na Serra do Amolar (Foto: Diego Viana)

Uma onça-pintada foi flagrada deitada em paliteiro próximo ao Rio Paraguai, na Serra do Amolar, região de Corumbá. O registro feito pelo biólogo do Instituto Homem Pantaneiro, Sérgio Barreto, e mostra o espetáculo que é "ver de perto" um dos maiores felinos do mundo. Segundo médico veterinário, é a primeira vez que os pesquisadores encontram uma onça em cima de árvore nesta região. As imagens foram registradas na quarta-feira (26).

De acordo com o biólogo, a onça foi vista enquanto ele e uma equipe procuravam por paliteiros, que são árvores que já foram queimadas, quando viu algo que se assemelhava ao formato de uma onça. "Fui chegando perto e quando enxerguei o formato das patas e as rosetas, eu não estava acreditando. Comentei que poderia ser uma onça. Depois que eu falei para o pessoal do barco, foi uma emoção geral", destacou Sérgio.

Ele pontua que ter visto o animal foi "como um sinal", porque a expedição durante o dia havia sido complicada. "A gente perdeu a noção do tempo. Nem sei como explicar como essa onça-pintada estava ali, daquele jeito, naquele lugar. É uma força da natureza", finalizou o biólogo.

Onça-pintada em cima de paliteiro após avistar a equipe do Instituto (Foto: Diego Viana)
Onça-pintada em cima de paliteiro após avistar a equipe do Instituto (Foto: Diego Viana)

De acordo com o médico veterinário do IHP, Diego Viana, em oito anos do programa Felinos Pantaneiros, diversos avistamentos ocorreram, mas nunca de uma onça-pintada em cima de árvore naquela região. "A árvore onde a onça-pintada foi encontrada é emblemática para gente, como pantaneiro, pesquisador. Ela foi queimada anteriormente, mostra essa cicatriz do passado. E agora pode estar servindo de refúgio", destacou Diego.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para entrar na lista VIP do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias