ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, QUARTA  17    CAMPO GRANDE 25º

Meio Ambiente

Prefeitura diz que trabalha para abrir "em breve" parque Assaf Trad

Viviane Oliveira | 23/09/2014 10:50
A área de 25 hectares, que fica entre o residencial Alphaville e o Shopping Bosque dos Ipês,  está fechado ao público.
A área de 25 hectares, que fica entre o residencial Alphaville e o Shopping Bosque dos Ipês, está fechado ao público.

O Parque Cônsul Assaf Trad, que fica na avenida do mesmo nome, na saída para Cuiabá, em Campo Grande, passa por recuperação e será aberto à população o mais breve possível. A informação é da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) em resposta ao Campo Grande News, que pediu esclarecimento sobre o fechamento do local. O espaço chegou a ser inaugurado, mas está com os portões fechados com cadeados impedindo a entrada da população.

A Semadur informou ainda que desenvolve ações de educação ambiental e tem previsão de ampliação do projeto nos próximos meses. Segundo o órgão, continua trabalhando para conseguir recursos e brevemente oferecer à população um espaço dotado de completa infraestrutura.

O MPE (Ministério Público Estadual) publicou na semana passada edital no Diário Oficial informando que apura irregularidades no fechamento do parque. A investigação, que antes tramitava na 30ª Promotoria de Justiça foi transferido para a 29ª do Patrimônio Púbico e Social. A área de 25 hectares abriga, hoje, apenas o prédio do projeto Florestinha da PMA (Polícia Militar Ambiental).

Em ofício encaminhado ao Ministério Público, a PMA informou que trabalha com 60 crianças e adolescentes carentes da região desde 2009. O projeto que funcionava em instalações precárias foi acomodado no local após um acordo com a Secretária de Assistência Social e a Prefeitura.

Ainda conforme a Polícia Ambiental informou ao órgão, como não havia segurança, o espaço servia para consumo de droga, depredação e até de banho na lagoa que existe no local. Como se trata de área de solo frágil, o parque foi fechado para garantir a segurança das crianças do projeto e evitar que algo grave acontecesse.

Por enquanto, a polícia acredita que a área deveria funcionar como reserva ambiental, para absorver os impactos da mudança de energia na bacia, evitando erosões na região, que tem o solo castigado pela degradação ambiental. Só depois da recuperação é que o parque deveria ser aberto ao público.

Investigação - No final do ano passado o MPE notificou o prefeito, na época Alcides Bernal (PP), e o representante legal da Alphaville Urbanismo S/A a prestar esclarecimentos sobre a suposta venda a particulares de área doada ao município pela empresa Lago Azul Empreendimento Imobiliário Ltda para implantação do Parque Assaf Trad no loteamento “Alphaville Campo Grande". O procedimento continua em investigação.

Nos siga no Google Notícias