ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUINTA  21    CAMPO GRANDE 31º

Meio Ambiente

Vídeo mostra onça "Gatuna" com filhotes no Pantanal sul-mato-grossense

Imagens de armadilhas fotográficas mostram cotidiano da onça-pintada

Por Guilherme Correia | 07/09/2021 17:20


Uma nova onça-pintada tem chamado a atenção de pesquisadores e ambientalistas do Pantanal de Mato Grosso do Sul. A Gatuna é uma fêmea, monitorada pelo projeto Onçafari, desde 2017, e agora, deu as caras junto a seus três filhotes.

Segundo publicação feita nas redes sociais, ela apareceu na área de monitoramento já adulta e foi bem receptiva quanto ao processo de habituação. "Sempre que aparece, rende avistamentos incríveis e nos ensina cada vez mais sobre como as onças vivem na natureza", diz a Onçasafari. Ela teve, até o momento, três filhotes, também registrados por fotógrafos profissionais.


Há alguns dias, outro espécime, a Joujou, vítima de incêndios na Serra do Amolar, em Corumbá, município distante 414 quilômetros de Campo Grande, foi resgatada por diversas entidades e vista por pesquisadores depois de devolvida à natureza.

Mais recentemente, a Gatuna foi também flagrada por armadilhas fotográficas, que ficam ligadas o dia todo e registram pontos estratégicos, que mostram como os animais vivem e se comportam na natureza. Essas imagens, inclusive, auxiliam até pesquisas científicas e ficam disponíveis no canal da Onçasafari, através do YouTube.

"Ao longo do tempo em que os filhotes ficam com suas mães, são inúmeras as lições que eles aprendem, desde subir em uma árvore, caçar e até mesmo não se incomodar com a presença dos carros de safari. Ao amamentar os filhotes assim, pertinho da gente, a Gatuna mostra como fica tranquila com nossa presença, e passa para as próximas gerações essa relação de confiança construída com muito respeito", publicou o projeto.

Confira a galeria de imagens:

  • Gatuna junto às filhotes Anouk e a Rainha (Foto: Bruno Sartori Reis)
  • Gatuna toma banho em rio no Pantanal de Mato Grosso do Sul (Foto: S. Simioni)
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário