A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

24/10/2014 11:34

"Estamos atentos para a compra de votos", alerta presidente do TRE

Leonardo Rocha
O presidente do TRE-MS, João Maria Lós, disse que a justiça está atenta sobre os casos de compra de votos em MS (Foto: Marcelo Calazans)O presidente do TRE-MS, João Maria Lós, disse que a justiça está atenta sobre os casos de compra de votos em MS (Foto: Marcelo Calazans)

O presidente do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul), o desembargador João Marias Lós, afirmou que a justiça eleitoral, assim como a Policia Civil, Militar e Federal estão atentas sobre qualquer ação de compra de votos nesta reta final de campanha, a poucos dias da eleição do segundo turno.

"Existem efetivos de todas as polícias fazendo a fiscalização tanto em Campo Grande, como no interior, com equipes em rondas durante a noite e madrugada, apurando qualquer movimento ou aglomeração suspeita, estamos preparados para esta fiscalização", destacou ele.

Segundo o desembargador, muitas denúncias chegaram nas últimas semanas e todas estão sendo apuradas pela justiça, mas a maioria não se concretiza no final. "Recebemos várias denúncias sobre compra de votos, mas não estão se materializando, porém as apurações continuam e qualquer ato irregular, terá sua devida punição", ponderou.

O TRE-MS já recebeu até o momento 70 denúncias de compra de votos, que está apenas na terceira colocação dos registros do "Web, que tem na liderança as ocorrências de propagandas eletrônicas irregulares, com 120, e em segundo a colocação de cavaletes e cartazes em locais públicos, com 87. "Não tivemos até o momento grande caso de compra de votos, até o momento está tranquilo".

Alerta - O superintendente da Polícia Federal, Edgar Marcon, já revelou que todo o seu efetivo, de 600 agentes, em Mato Grosso do Sul, estão a disposição da Justiça Eleitoral, justamente para fiscalizar irregularidades na eleição, tendo como foco principal a compra de votos.

"Nós estamos em alerta, existem muitos boatos sobre ações de compra de votos nesta reta final de campanha, vamos fiscalizar com afinco as denúncias que chegarem até nós e para isto teremos que ter o apoio da população", disse ele.

A Polícia Federal disponibilizou para Campo Grande o telefone: (67) 3368-1100, em denúncias, em caso de flagrante, para que o crime seja autuado na hora. Para as cidades do interior, a população deve ligar no contato da unidade da cidade correspondente.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions