A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 22 de Março de 2019

23/02/2019 15:45

“Eu defendo que seja o novo”, diz senadora sobre comando do MDB

A legenda articula o deputado estadual Renato Câmara para presidir a legenda no Estado

Mayara Bueno
Senadora Simone Tebet (MDB) durante discussões sobre eleição no Senado. (Foto: Divulgação/Senado).Senadora Simone Tebet (MDB) durante discussões sobre eleição no Senado. (Foto: Divulgação/Senado).

“Eu advogo que seja o novo para praticar o novo”, avaliou a senadora Simone Tebet, a respeito de seu partido, o MDB. Em meio às discussões sobre a presidência do Senado, no começo de fevereiro, a parlamentar afirmou que a legenda tinha de ser renovada e voltar às origens.

“Só tem um jeito, através da renovação dos seus diretórios. Setembro temos eleição. Precisamos de um partido mais democrático, com canal de seus filiados. O que vale para nacional tem de valer para estadual e municipal”.

Sem citar colegas de partido, a parlamentar afirmou que ela não é nome de renovação no MDB, além de já ocupar cargo com “funções relevantes” – Simone foi eleita presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), principal colegiado do Legislativo, por onde tramitam todos os projetos de leis. A legenda articula o deputado estadual Renato Câmara para presidir a legenda no Estado.

A chegada de Simone à comissão e, por consequência, ao comando da comissão, seguiu um roteiro desenhado já durante a eleição para a Mesa Diretora do Senado.

Candidata à presidência da Casa, ela acabou derrotada no MDB por Renan Calheiros (AL). Depois de ter antecipado que não apoiaria a candidatura do alagoano, ela foi uma das principais articuladoras de uma frente de oposição, culminando em diversas candidaturas ao comando do parlamento. Em meio às discussões, chegou a cogitar deixar o MDB, no qual ela defende a renovação.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions