A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019

09/08/2019 13:15

“Não tenho pretensão política em Campo Grande”, garante Puccinelli

Ex-prefeito da Capital reforçou desejo de ficar de fora da disputa eleitoral do próximo ano

Jones Mário e Leonardo Rocha
André Puccinelli, ex-prefeito da Capital e ex-governador do Estado, após reunião do MDB (Foto: Leonardo Rocha)André Puccinelli, ex-prefeito da Capital e ex-governador do Estado, após reunião do MDB (Foto: Leonardo Rocha)

Prefeito de Campo Grande de 1997 a 2004, André Puccinelli garante que não quer voltar ao cargo em 2021. Ele reforçou o desejo após reunião da executiva estadual do MDB, na manhã de hoje, em Campo Grande.

“Não tenho pretensão política em Campo Grande. Vou repetir novamente. Na reunião de hoje, não foi discutido nome, e sim que a gente precisa ter candidato próprio em Campo Grande. Se der, o MDB quer lançar nos 79 municípios”, disse.

Preso por cinco meses em 2018, após desdobramento da operação Lama Asfáltica, Puccinelli é o nome favorito da senadora Simone Tebet para a corrida pela prefeitura.

“O partido deve fazer pesquisas quantitativas e qualitativas para expor em dados. O melhor nome é o André Puccinelli. As pesquisas que vão dizer. Depois que apresentarem dados para ele, quem sabe ele anima”, disse Simone, que já comandou a prefeitura de Três Lagoas.

“Todo mundo me lança candidato. Só eu que não me lancei ainda”, brincou Puccinelli, que recentemente também foi “alçado” pelo companheiro de partido, Carlos Marun, à disputa pelo governo do Estado em 2022, cargo que André ocupou entre 2007 e 2014.

“Posso dizer que as contas estão equacionadas e que vamos realizar no dia 29 de setembro uma convenção e ato de filiação para fortalecer o partido no Estado”, finalizou Puccinelli.

Também cogitada para o pleito pela prefeitura de Campo Grande em 2020, Simone se esquivou. “Todo mundo gostaria de ter a honra de comandar uma cidade como Campo Grande, mas a diante da conjuntura atual política, seremos mais úteis em outro local. Estamos em Brasília e ainda falta meu mandato para concluir”.

O presidente municipal do MDB em Campo Grande, Ulisses Rocha, revelou que o partido pode recorrer a nomes de fora para ter candidato forte à prefeitura. A legenda conversa com o procurador de Justiça Sérgio Harfouche, candidato ao senado em 2018 pelo PSC, e com a deputada federal Rose Modesto (PSDB), derrotada por Marquinhos Trad no pleito de 2016.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions