ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  18    CAMPO GRANDE 21º

Política

“Não vou participar do jogo me engana que eu gosto”, afirma Bernal

Por Edivaldo Bitencourt e Aline dos Santos | 10/12/2013 10:20
Prefeito, durante evento na Polícia Federal, não aceitou ser notificado e vai à Justiça para não depor (Foto: Marcos Ermínio)
Prefeito, durante evento na Polícia Federal, não aceitou ser notificado e vai à Justiça para não depor (Foto: Marcos Ermínio)

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), sinalizou, na manhã desta terça-feira (10), que não vai prestar depoimento na Comissão Processante, previsto para amanhã (11). Ao chegar à Polícia Federal para participar da entrega de viaturas para a Guarda Municipal, ele disse que irá recorrer à Justiça.

“Não vou participar do jogo me engana que eu gosto”, afirmou o chefe do Executivo, que não aceitou, ontem à tarde, ser notificado pela Câmara Municipal para prestar depoimento

"Se for para expor o prefeito de Campo Grande numa cena de teatro, por ironia, eu não vou", destacou o chefe do Executivo. No entanto, destacou que há a possibilidade de ir e prestar as informações.

A Comissão Processante retomou os trabalhos e marcou o depoimento do prefeito após sentença do juiz da 1ª Vara de Fazenda Pública e Registros Públicos, Nélio Stábile, considerar válida a investigação contra Bernal. O processo pode levar à cassação do mandato do chefe do Executivo.

Com a decisão de Stábile, as liminares do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, que cessavam o trabalho da Comissão Processante, caíram e a Câmara pode manter a investigação contra Bernal.

“Vou fazer o que uma pessoa correta faz, recorrer à Justiça”, afirmou o prefeito. Na segunda-feira, ao ser notificado para depor amanhã, Bernal reagiu: “Me deixem em paz”.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário