A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 15 de Outubro de 2018

09/08/2018 10:42

A uma semana do início da campanha, MS tem 21 candidaturas registradas

Os postulantes cadastrados na Justiça Eleitoral tentam cargo de deputado federal

Mayara Bueno
Sede do TRE-MS, no Parque dos Poderes, em Campo Grande. (Foto: Saul Schramm/Arquivo).Sede do TRE-MS, no Parque dos Poderes, em Campo Grande. (Foto: Saul Schramm/Arquivo).

A uma semana do início da campanha eleitoral, Mato Grosso do Sul tem 21 candidaturas registradas no TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Até então, só o partido Novo havia feito cadastro de seus postulantes e, nesta quinta-feira (dia 9), constam também PDT, PRB e Podemos. Estas duas últimas legendas fazem parte da chapa encabeçada pelo PDT.

Os candidatos têm até dia 15 para solicitar a candidatura. O TSE, então, analisa as informações para validá-las ou não - por enquanto, a informação que consta no sistema é "aguardando julgamento". Já a campanha eleitoral começa em 16 de agosto.

Do PDT, foram registrados oito nomes de candidatos: Dagoberto Nogueira (atual deputado federal); Hedyl Marcos Benzi Filho; Maria Alves; Cleodete Gomes; Ritva Vieira, Tiago Vargas, Welligton Ricardo de Jesus e Odilon de Oliveira Junior (atual vereador de Campo Grande).

Candidato ao governo do Estado pelo partido, o juiz aposentado Odilon de Oliveira ainda não teve o pedido registrado. Segundo o jurídico, a candidatura deve ser registrada na próxima terça-feira (14).

Wilton Acosta, Daniela Rodrigues e Heliomar da Silva registraram-se no TSE pelo PRB. Do Podemos, estão Paulo Estevão da Cruz e Souza, Joelson Sebastião Arruda, Eduardo Gaúna, Antônio Neres da Silva e Andrei de Souza.

Datas - Os postulantes aos cargos de governador, vice-governador, senador e respectivos suplentes, deputado federal e deputado estadual têm até 15 de agosto para apresentarem à Justiça Eleitoral o requerimento de registro, segundo o Tribunal Superior Eleitoral.

Já a partir de 16 de agosto, os partidos poderão começar a fazer propaganda eleitoral de seus candidatos, por meio de comícios, carreatas, distribuição de material gráfico e propaganda na internet, desde que não seja paga.

As propagandas no rádio e televisão serão permitidas a partir de 31 de agosto, 37 dias antes dos eleitores irem às urnas para escolher seus candidatos. Nesta eleição, o período foi reduzido de 45 para 35 dias.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions