A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Agosto de 2017

18/12/2015 07:25

Agentes penitenciários poderão fazer escolta de presos em MS

Leonardo Rocha
Agentes irão receber formação para realizar escolta de presos (Foto: Agepen)Agentes irão receber formação para realizar escolta de presos (Foto: Agepen)

Os agentes penitenciários poderão fazer a escolta de presos em Mato Grosso do Sul, após a promulgação da emenda que divide a responsabilidade por esta tarefa, com a Polícia Militar. Agora os servidores irão passar por cursos de qualificação para estarem aptos a exercer a função, sendo inclusive uma reivindicação da categoria.

O diretor-presidente da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), Ailton Stropa Garcia, ressaltou que esta mudança contribui com a categoria, pois permite que os agentes façam esta guarda externa e também depois poderão realizar a vigília nas muralhas dos presídios.

Por esta razão agora via começar cursos de formação e qualificação para o uso de armas de fogo e assim que os agentes estiverem capacitados, irão começar a troca gradual da escolta com os policiais militares, o que aumenta a atribuição da categoria, podendo inclusive solicitar no futuro melhorias dos vencimentos.

Esta mudança também foi vista com bons olhos pela Polícia Militar, tanto que o o presidente da ACS (Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar de Mato Grosso do Sul), Edmar Soares da Silva, disse que esta alteração vai amenizar a falta de policiais nas ruas, já que esta função com o tempo não será mais exercida por estes profissionais.

Os deputados também aprovaram outras conquistas a categoria, como o cuidado e gestão do Fundo Penitenciário que agora passa a ficar com a Agepen e não com a Sejusp, além do aumento de vagas, passando de 2049 para 2400, sendo que hoje existem apenas 1.442 cargos ocupados. Para suprir a demanda serão convocados aprovados em concursos.

Juiz Sérgio Moro nega suspensão de segundo interrogatório de Lula
O juiz federal Sérgio Moro negou nesta sexta-feira, 18, o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para adiar seu interrogatório m...
Cármen Lúcia determina que tribunais divulguem salários de magistrados
A ministra Carmen Lúcia, presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) e do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), assinou nesta sexta (18) uma portaria ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions