A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

01/03/2011 11:36

Corpo de Celina Jallad é sepultado no Parque das Primaveras

Fabiano Arruda e Ítalo Milhomem

Cerca de 200 pessoas prestigiaram o enterro

Emoção marca seputalmento de Celina no Parque das Primaveras. (Foto: João Garrigó)Emoção marca seputalmento de Celina no Parque das Primaveras. (Foto: João Garrigó)

O corpo da ex-deputada estadual e conselheira do TCE/MS (Tribunal de Contas do Estado), Celina Jallad, foi sepultado no cemitério Parque das Primaveras, em Campo Grande.

Cerca de 200 pessoas acompanharam o enterro. Desde a chegada do corpo ao cemitério, o ex-governador Wilson Barbosa Martins, de 93 anos, permaneceu, sentado, ao lado do corpo da filha.

O governador André Puccinelli (PMDB) estava no local, bem como outros colegas políticos de Celina, como os deputados estaduais Marcio Fernandes (PTdoB) e Júnior Mochi (PMDB), que tiveram a companhia de Jallad na legislatura passada.

Diversas homenagens marcaram o enterro. Familiares de Abdalla Jallad, marido de Celina, agradeceram o tempo de convivência com a ex-deputada estadual.

Um das amigas cantou trecho de um jingle campanha de Celina, que tinha frases “Celina sempre, Celina de novo”.

O corpo da ex-conselheira do TCE chegou ao cemitério, após o velório que começou às 19h30 de ontem no saguão da Assembleia Legislativa. Por lá, diversos políticos também compareceram para deixar as condolências aos familiares da ex-deputada.

Na saída do corpo hoje pela manhã, o coral de servidores da Casa cantou a música “Sonhos Guaranis”, numa última homenagem.

O deputado estadual Jerson Domingos (PMDB), muito emocionado, ajudou a carregar o caixão, junto com os dragões da Polícia Militar, para o carro que levou o corpo para o cemitério. O presidente da Assembleia afirmou que considerava Celina como “uma irmã”.

A saída do corpo na Casa de Leis teve forte aplauso. O velório recebeu mais de 2 mil pessoas, segundo informações do cerimonial da Assembleia Legislativa.

Pela manhã, o arcebispo Dom Vitório Pavanello orou com o público. Cerca de 170 arranjos de flores enfeitam toda a Assembleia.

Biografia - Celina Jallad faleceu na madrugada de ontem, aos 64 anos, no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde estava internada devido a aneurisma da aorta dissecante.

Ela foi submetida a cirurgia, que terminou à meia-noite. A ex-deputada faleceu às 5 horas.

Deputados ajudam na saída do corpo da Assembleia. (Foto: João Garrigó)Deputados ajudam na saída do corpo da Assembleia. (Foto: João Garrigó)

Celina era professora e empresária, filha do ex-governador Wilson Barbosa Martins e Nelly Martins. Ela era casada com o desembargador do Tribunal Regional do Trabalho, Abdalla Jallad, há 43 anos. Celina lutava contra o câncer de mama desde 2009.

Celina desbravou a importância feminina na política de Mato Grosso do Sul. Ela foi a primeira mulher a presidir o diretório municipal do PMDB, apontado como um dos partidos mais tradicionais no Estado.

Em 1995, com 20,5 mil votos, Celina se elegia pela primeira vez deputada estadual e, além disso, era a primeira parlamentar do Estado e a única mulher entre os deputados naquela eleição.

No mesmo ano, outra conquista marcante. Foi a primeira mulher a presidir a CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação), a comissão mais importante da Assembleia Legislativa.

Em 1997, foi eleita vice-presidente da Casa, primeira mulher a ocupar tal cargo.

Antes de enumerar estes feitos, a vida pública de Jallad começou ainda na gestão do pai. Entre 1983 a 1986, foi diretora executiva do PRONAV, na gestão Wilson.

Entre 1987 e 1989, ocupou a secretaria de Ação Comunitária, na época, nomeada pelo governador Marcelo Miranda.

Foi secretária municipal de Bem-Estar, entre 1990 a 1993, durante a administração de Juvêncio César da Fonseca.

Após presidir o diretório peemedebista, ser eleita deputada estadual e presidir a CCJR, criou, em 1996, a Fundação da Mulher sul-mato-grossense. Em 1998, passou a ser vice-presidente do diretório estadual do PMDB, função que foi prorrogada até 2001.

Foi reeleita deputada estadual, com 23,6 mil votos, mandato cumprido entre 1999 a 2002. Nesse período, só no ano de 2001, foi eleita líder da bancada do PMDB, nomeada presidente da Comissão Provisória do PMDB-Mulher de MS e, por meio da resolução001/2001, fundou o Fórum Permanente da Mulher de MS.

Na eleição de 2002, Celina chegava ao terceiro mandato consecutivo como deputada estadual, reeleita com 15,2 mil votos, mandato cumprido de 2003 a 2006.

Em 2003, foi a 3ª vice-presidente da Mesa Diretora, tomou posse como presidente do PMDB-Mulher Estadual, passou a fazer parte do Conselho Fiscal da UNALE (União Nacional dos Legislativos), participou da criação do “Comitê Suprapartidário de Mulheres de MS”, em que, no ano de 2005, assumiria a presidência.

Em 2006, foi eleita 3ª vice-presidente da UNALE. No mesmo ano, disputou sua quarta eleição para deputada estadual e obteve 19,7 mil votos, ficando na primeira suplência.

No ano seguinte, tomou posse na Assembleia Legislativa para seu quarto mandato. Ainda em 2007, foi indicada como tesoureira da Executiva Estadual do PMDB e também como 1ª representante do Estado na UNALE, além de ocupar o cargo de vice-presidente do PMDB-Mulher Nacional.

Entre 2009 e 2010, ocupou o cargo efetivo de deputada estadual em função da eleição de Ari Artuzi à prefeitura de Dourados.

Em 30 de novembro do ano passado, foi empossada como primeira conselheira do TCE/MS.



Eu não vou falar aqui de ponto facultativo, das creches que não abriram, dos transtornos causados por ele, pelo contrário, quero lembrar a essas mesmas mães que tiveram que levar seus filhos junto ao trabalho, porque a creche estava fechada, que talvez essa mesma creche só exista porque existiu uma mulher chamada Celina Jallad.
Conheci Celina em 1982/83, eu recém chegada do Estado de São Paulo trabalhei com sua mãe a inesquecível Nelly Martins no então Fasul, Celina era presidente do Pronav e não havia um dia sequer que não cruzasse com ela pelos corredores sempre procurando meios de resolver ou pelo menos minimizar os problemas dos mais carentes. Seguidora dos passos de sua mãe na incansável batalha pelos menos favorecidos pela vida.
E essa sempre foi desde o dia que conheci até a morte CELINA JALLAD grande mulher, batalhadora, sempre aberta ao diálogo e sempre de peito aberto enfrentando as dificuldades em nome do povo.
Nunca fui sua amiga pessoal, nunca trabalhei para ela, fui sua colaboradora indireta e tenho a honra de dizer isso, e por mais que um ponto facultativo tenha atrapalhado a vida de muitos, acho que deve-se parar e pensar no MUITO que ela fez por todos.
Vai com Deus Celina, assim como sua mãe deixastes plantada a semente da solidariedade e ela com certeza geminará.
Ao Dr. Jallad e seus filhos minha solidariedade, ao Dr. Wilson que Deus lhe dê forças, a todos os que tiveram a sorte de cruzar o caminho de Celina meu abraço.

Rosângela
 
Rosângela Mello em 02/03/2011 11:00:05
ISSO É RIDÍCULO, tem algo que difere uma pessoa de outra, se todos que morrressem fosse decretado ponto facultativo o Brasil iria parar, ninguém mais trabalharia. Deveria idolatrar é aquele que acorda cedo para pegar onibus lotado faça chuva ou faça sol, aquele que fica em fila de SUS, INSS, e outros orgão publicos, aquele assalariado que trabalha feriado, final de semana limpando casa pois não tem como pagar empregada. Esses sim deveriam ser idolatrados e ter um ponto facultativo para poderem ficar com seus filhos, e não terem que deixar seus filhos na casa de parentes ou amigos ou até mesmo terem que levalos ao trabalho por não ter onde deixalos, pois as creches não funcionaram.
 
Fernando Michelon em 02/03/2011 09:59:49
Acredito que não haveria homenagem melhor à uma grande mulher, como foi Celina Jallad, do que crianças nas escolas, estudando para construirem um mundo melhor, médicos trabalhando para melhoria da saude da população. O ponto facultativo poderia ter sido apenas para a Camara e outros poderes. Certamente Celina aprovaria que não tivessem suspendido as aulas, as crianças nas ruas não são uma homenagem boa à ela.
 
leticia mello em 02/03/2011 09:38:02
O que é realmente lamentável é esse povo reclamar de um dia sem trabalho pela homenagem prestada a uma grande mulher. O que se passa com o coração dessas pessoas? São frias, vazias ou não sabem o que é perda, dor e tristeza? Claro que existem outras pessoas que mereceriam destaque, condolências, homenagens póstumas. Mas, nenhuma delas foi ou é Celin a Jallad, uma grande mulher política, que antes de ser política era uma grande mulher, no verdadeiro sentido da palavra. Doçura, simplicidade, humanismo. Isso sim ela tinha. Coisa que muita gente nasceu sem.
Infelizmente!
 
Lara Cardoso em 02/03/2011 08:33:49
Existem pessoas em nossas vidas que nos deixam felizes pelo simples fato de terem cruzado o nosso caminho....CELINA JALLAD era uma dessas pessoas
 
maria lucia ascencio pereira em 01/03/2011 12:41:37
TEVE MUITOS HOMENS DE VALORES PARA NOSSO ESTADO QUE NÃO TIVEREM HOMENAGENS DIGNAS DE SEU MERECIMENTO.....
 
gil antonio. em 01/03/2011 12:14:57
é lamentável a perca desta grande mulher,mas a lei do universo nos surpreende a todo o momento com fatos inexplicaveis.
meus pesames a toda a famíla.
 
janet frança brasil em 01/03/2011 12:05:15
Que Deus a tenha em seus braços... Pessoas boas agente nunca esqueçe..
 
Jaaziel Ferreira Duarte em 01/03/2011 11:50:52
Realmente lamentável a perda de uma pessoa como Celina Jallad, mas, mais lamentável ainda é parar órgãos públicos, já não bastam os excessos de feriados, tenho certeza que a própria não aprovaria, absurdo!!!!!!!!!!!
 
Márcia Pichineli em 01/03/2011 10:25:24
Morreu Celina, até ai tudo bem coisa natural, agora decretar ponto facultativo acho que erraram na dose
 
Izidoro Bremm em 01/03/2011 10:24:10
só lamento não ter a grana que eles tem...
 
maicon paredes em 01/03/2011 10:04:22
o brasil perdeu nao uma deputada ,e sim uma grande guerreira mulher.
 
brigida leandra aguero em 01/03/2011 07:54:37
Lamentável são os orgãos públicos não funcionarem!!! Quem vai pagar o passe de ônibus que gastei para ir fazer um exame que foi agendado a dois meses átras e dei com a cara na porta? Nossos "amados" governantes resolveram não trabalhar e levou junto quase todo o funcionalismo Público.
 
Vanda Jardim em 01/03/2011 06:20:06
concordo em genero, numero e grau com o depoimento de
MARGARETE DE OLIVEIRA em 01 de março de 2011 - terça às 13:39
É ABSURDO parar escolas, creches e postos de saúde por causa da morte de tal ilustre senhora..Quantos anônimos morrem a cada dia nesses hospitais por falta de um atendimento digno.. Vê se alguém é solidário com um dos pacientes que estão esperando por atendimento no corredor da santa casa... e seus familiares sem saber a quem recorrer!! Mães que deixam de trabalhar porque não tem com quem deixar seus filhos. Lamentável.
, prosseguindo Tive que levar minha filha p/ o trabalho pq. não tinha creche. Esse é o exemplo dos nossos governantes.

 
Ana Maria B. S. F. em 01/03/2011 05:01:20
A deputada Celina deixa para quem fica muita saudade, mas alegrará com a sua alegria e felicidade infinitas, no céu os anjos do senhor.
Carol, Paulo e Maria.
 
Maria Martinho Cardoso em 01/03/2011 03:46:24
Esse nome (Celina) fara muita falta...que o digam as creches de nossa cidade! Que o digam mulheres de toda classe social...Exemplo de pratica na politica.Foi uma grande perda! Que Deus a receba!
 
MAURO PAVAN em 01/03/2011 03:17:12
Celina jallad era uma grande mulher, não é uma deputada qualquer antes dela ser uma pessoa pública ela era um ser humano, ela chegava com sorrisos lindos no rosto e falando bom dia para todos desde funcionários da portaria até o presidente da mesa... Essa mulherr não é uma qualquer Ela SIM tem um berço e é uma mulher de nome foi muito merecido esse ponto facultativo, perdermos uma mulher humilde, educada, simples, que amava todoss, atendia todos ... MS perdeu uma Pessoa honrada e por 4 mandados essa mulher é demais. Vai deixar muitas saudades... Te amo como mulher, como mãe, como avó como pessoa ..... vc merecia muito mais, pq mulheres como vc são poucas e vc foi tudo de especial, meu coração bate triste hj, vc não tinha as pessoas como seus eleitores e sim como pessoas... Descanse em paz!!!
 
carla zurutuza em 01/03/2011 03:10:00
ADEUS CELINA JALLAD ”. “Felizes os mortos que morrem no Senhor (Apocalipse 14:13)”. Para eles, “o morrer é lucro”, pois têm a garantia de, um dia, “estar com Cristo, o que é muito melhor (Filipenses 1:21-23)”. Deus consolorá nossos corações. Com eterna gratidão e esperança. UMA HOMENAGEN DAS MORENINHAS JUNIOR CORINGA
 
ademar vieira junior em 01/03/2011 03:08:09
as moreninhas estão de luto... ADEUS CELINA JALLAD .. HOMENAGEN DAS LIDERANÇA DAS MORENINHAS E REGIÃO JUNIOR CORINGA
 
ademar vieira junior em 01/03/2011 03:05:13
Façam suas apostas Wilson Barbosa x Oscar Niemeyer ! ! ! !
 
Joquim Navarro em 01/03/2011 02:59:46
Lamentavel decretarem a paralisação de tudo pela morte de Celina Jallad... Tiveram inumeras personalidades mais importantes que ela (oq não era muito dificil) que não receberam tal homenagem... Lamentavel...
 
Maria Emilia Bercolotto em 01/03/2011 02:56:55
É ABSURDO parar escolas, creches e postos de saúde por causa da morte de tal ilustre senhora..Quantos anônimos morrem a cada dia nesses hospitais por falta de um atendimento digno.. Vê se alguém é solidário com um dos pacientes que estão esperando por atendimento no corredor da santa casa... e seus familiares sem saber a quem recorrer!! Mães que deixam de trabalhar porque não tem com quem deixar seus filhos. Lamentável.
 
MARGARETE DE OLIVEIRA em 01/03/2011 01:39:52
Eu como funcionária pública torço para que morra um político por semana !!! Primeiro para eu não trabalhar, segundo para eu ficar em casa com meu filho e terceiro para renovar a assembléia do nosso estado !!! Já que tudo é motivo para não trabalhar !!!! Aff !!!!
 
Marina Rocha em 01/03/2011 01:32:14
Mato Grosso do Sul, perdeu uma grande mulher, uma grande mãe e uma grande filha. Ficamos muito triste, ela sempre será lembrada com a sua opinão sincera e com tanta dedicação ao nosso Estado. Vai com Deus! Sentiremos sua grande falta.
 
Regilson Serafim em 01/03/2011 01:24:26
Mulher exemplar. Boa filha, boa mãe, exemplo de dignidade e credibilidade na tão conturbada política. A bela mulher não morreu, agora dorme permanecendo em descanso para brevemente levantar da sepultura a encontrar com o Senhor Jesus Cristo nos ares. MARANATA, ora vem, Senhor Jesus! Para os seus amados e nós, amigos e admiradores fica a mensagem bíblica: " Irmãos, não queremos que vocês sejam ignorantes quanto aos que dormem, para que não se entristeçam como os outros que não têm esperança. Se cremos que Jesus morreu e ressurgiu, cremos também que Deus trará, mediante Jesus e com ele, aqueles que nele dormiram. Visto que a morte veio por meio de um só homem, também a ressurreição dos mortos veio por meio de um só homem. Pois da mesma forma como em Adão todos morrem, em Cristo todos serão vivificados. Mas cada um por sua vez: Cristo, o primeiro; depois, quando ele vier, os que lhe pertencem. O próprio Senhor descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro; e quando o que é mortal se revestir de imortalidade, então se cumprirá a palavra que está escrita: ‘A morte foi destruída pela vitória. Onde está, ó morte, a sua vitória? Onde está, ó morte, o seu aguilhão?’. Depois nós seremos arrebatados nas nuvens, para o encontro com o Senhor nos ares. E assim estaremos com o Senhor para sempre. Consolem-se uns aos outros com essas palavras - 1Tessalonicenses 4:13-18; 1Coríntios 15 ". A resposta para a morte é a ressurreição, quando então os justos receberão a imortalidade, em corpos recriados e perfeitos. “Não fiquem admirados com isto, pois está chegando a hora em que todos os que estiverem nos túmulos ouvirão a sua voz e sairão; os que fizeram o bem ressuscitarão para a vida, porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. E os que fizeram o mal ressuscitarão para serem condenados. Então, todos os que praticam a iniqüidade, nada obstante, serão destruídos para sempre (João 5:28-29; 3:16) (Salmo 92:7)”. “Felizes os mortos que morrem no Senhor (Apocalipse 14:13)”. Para eles, “o morrer é lucro”, pois têm a garantia de, um dia, “estar com Cristo, o que é muito melhor (Filipenses 1:21-23)”. Deus consolorá nossos corações. Com eterna gratidão e esperança. Cleuza Mongenot, Jonas e filhos.
 
cleuza mongenot em 01/03/2011 01:06:36
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions