ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  18    CAMPO GRANDE 27º

Política

Após Carnaval, deputados vão votar veto sobre agricultura urbana

Programa que foi aprovado na Assembleia, depois sofreu veto do governo estadual

Por Leonardo Rocha | 06/03/2019 08:57
Deputados vão votar o veto na próxima sessão, que será na quinta-feira (Foto: Assessoria/ALMS)
Deputados vão votar o veto na próxima sessão, que será na quinta-feira (Foto: Assessoria/ALMS)

Após o Carnaval, os deputados retornam com as sessões na Assembleia apenas amanhã (07), quando já está previsto em pauta, o veto ao programa de agricultura urbana, que tinha sido aprovado no ano passado, mas rejeitado pelo governo estadual.

A proposta do ex-deputado João Grandão (PT) criava uma política para os agricultores urbanos, com a intenção de melhorar as condições de venda dos produtos, nas escolas, hospitais e Cras (Centro de Referência de Assistência Social), com o objetivo de ampliar a renda.

Uma das medidas é a formação de associações nas cidades para promover esta inclusão social, inclusive tendo apoio do poder público, para ocupar espaços vazios, que seriam utilizados em hortas comunitárias e locais de produção de produtos.

O governo estadual ponderou que a ideia era “louvável”, no entanto um programa estadual neste sentido compete apenas ao poder executivo, com planejamento e estudo junto aos secretários e especialistas do setor.

Também ponderou que tais medidas geram despesas e iriam interferir no orçamento estadual. Ainda citou que o Estado já realiza programas neste sentido, como o projeto “Cinturão Verde”, que é conduzido pela Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal), com apoio da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).

Segundo o governo, este programa (Cinturão Verde) já atende produtores da área urbana de Campo Grande, com orientação sobre produção, para melhorar a qualidade dos serviços. O veto do governador será avaliado pelos deputados, que podem derrubá-lo ou manter a decisão, arquivando a matéria.