A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Agosto de 2017

06/03/2014 11:53

Após decisão do STJ, vereadores analisam retomada de julgamento de Bernal

Viviane Oliveira e Kleber Clajus

Após decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça), os vereadores analisam a retomada do julgamento do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP). Uma coletiva de imprensa para explicar o teor da decisão da Justiça está marcada para logo mais, as 14h na Câmara Municipal.

Com a decisão do ministro Félix Ficher, a Câmara pode retomar o julgamento, interrompido no dia 26 de dezembro deste ano, e cassar o mandato do prefeito. O presidente da Câmara Mário César (PMDB), explica que ainda não houve a notificação oficial da decisão, depois disso, a câmara tem 30 dias para cumprir o rito. “A Comissão Processante não existe mais, já terminou. O que se fala agora é sobre a sessão de julgamento”, diz.

O vereador Marcos Alex (PT), líder do prefeito na câmara, insiste em destacar que o objetivo da denúncia contra Bernal se perdeu uma vez que há decisão do TJMS pelo arquivamento das irregularidades administrativas levantadas pelo CPI do calote. “Vamos esgotar todas as etapas indo atrás do direito de governar, com certeza vamos recorrer da decisão do STJ”, destaca. 

Já o líder do PMDB na Casa, Vanderlei Cabeludo, diz que os vereadores estão no caminho certo. Para ele, o momento que a cidade está passando demonstra a necessidade de continuar a votação. “Cada vereador está ciente de sua responsabilidade quanto ao voto favorável ou não ao prefeito”, afirma.

Segundo Paulo Pedra (PDT), mesmo que haja risco de cassação de Bernal é melhor votar logo a sessão de julgamento. “Creio que há maioria para arquivar o processo”, diz. Como é o caso do vereador Edson Shimabukuro (PTB), que é da base, apesar de dizer que se não tiver parceria vota ao contrário.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions