ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SEGUNDA  25    CAMPO GRANDE 25º

Política

Após demora em reforma, aprovados em concurso serão chamados em maio

Assembleia ainda faz ajustes para novos cargos no legislativo

Por Leonardo Rocha | 20/04/2017 14:22
Mochi diz que aprovados começam a ser chamados em maio (Foto: Assessoria/ALMS)
Mochi diz que aprovados começam a ser chamados em maio (Foto: Assessoria/ALMS)

 Com a demora para o ajuste dos novos cargos na Assembleia, após reforma administrativa interna, o presidente da Casa de Leis, Junior Mochi (PMDB), admitiu os aprovados no primeiro concurso, começarão a ser chamados no mês de maio.

"Precisamos terminar de chamar os comissionados, para depois se reunir com os diretores e definir o que será prioridade em cada setor. Então iremos chamar os primeiros aprovados, provavelmente no mês de maio", disse o peemedebista ao Campo Grande News.

Mochi admitiu que a intenção inicial, era já convocar os aprovados no final de abril, no entanto em função destes ajustes finais, promovidos pela reforma administrativa, ficará para o mês que vem. O 1° secretário da Assembleia, o deputado Zé Teixeira (DEM), já divulgou que a primeira chamada será de 40 (aprovado), sendo restante nomeado até o final do ano.

Foram aprovados 80 candidatos no concurso, que teve 18.040 inscritos, para cargos de ensino médio e superior, com salários que variam de R$ 2,7 mil a R$ 4,5 mil. A validade do certame é de dois anos, mas a direção da Assembleia garante que chama todos até dezembro de 2017.

Comissionados - A Assembleia resolveu cortar 25% dos cargos comissionados, diminuindo de 256 para apenas 200 vagas, no entanto já avisou que a intenção não é preencher todas, podendo ficar inclusive com apenas 160 funcionários.

Mochi explicou que a intenção é conseguir uma economia de R$ 300 mil por mês, chegando a R$ 4 milhões por ano, sendo que foi reduzida de 52 para nove funções, com suas devidas nomenclaturas. Todos os comissionados, exceto dos gabinetes, foram exonerados no dia 31 de março, e apenas uma parcela deles será novamente recontratada.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário