A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

09/08/2016 23:18

Após discursos de acusação e defesa, senadores se preparam para votação

Nyelder Rodrigues

Após oito horas de discursos dos senadores e apresentação dos advogados de defesa e acusação - com duração de uma hora cada - da presidente afastada Dilma Rousseff (PT) no processo de impeachment, os parlamentares se preparam para realizar a votação que vai definir se a petista vai ou não à julgamento.

Ao todo, 47 senadores falaram em plenário, entre eles os sul-mato-grossenses Waldemir Moka e Simone Tebet (ambos PMDB). Depois, foram ouvidos os advogados Miguel Reale Júnior, a favor do impeachment, e o ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que faz a defesa da presidente afastada.

Encaminhamentos também serão discutidos no plenário pelos senadores e as regras da votação serão explicadas pelo presidente da sessão, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski. Antes de votar o texto principal, serão votados três preliminares

Mais cedo, senadores que apoiam Dilma pediram que a sessão fosse suspensa às 23h após as falas dos advogados e retomada quarta-feira (10) para a votação, mas não houve acordo com os demais e foi definido para que ela prosseguisse durante a madrugada, se necessário.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions