A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

13/02/2012 23:34

Após nova assembléia, indicação de Pascoal ao Dnit é mantida

Elverson Cardozo

Engenheiro é investigado por irregularidades em três contratos de obras do PAC na divisa de MT com PA

Após nova assembléia, realizada nesta segunda-feira (13), funcionários do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte), em Mato Grosso do Sul, decidiram, por unanimidade, manter a indicação do engenheiro Carlos Antônio Marcos Pascoal – que está sendo investigado pelo TCU (Tribunal de Contas da União) – para a superintendência regional do órgão.

Além de Pascoal, outros três engenheiros foram indicados, mas o Dnit optou por não divulgar os nomes. A análise será feita pelo diretor-geral do departamento, Jorge Fraxe, e pelo Ministério dos Transportes.

Investigação – Pascoal é investigado por irregularidades em três contratos de obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), na BR-163, divisa de Mato Grosso (MT) com o Pará (PA). A investigação envolve recursos da ordem de R$ 500 milhões.

A posse do engenheiro, que já era o indicado da bancada federal do Estado, foi suspensa depois que o Campo Grande News, divulgou que ele passou por investigação do TCU.

A cúpula do Dnit foi punida com demissão em processo administrativo disciplinar no dia 2 de janeiro. Na ocasião, foram demitidos o superintendente, Marcelo Miranda, o chefe do Serviço de Engenharia, Guilherme Alcântara de Carvalho, e Carlos Roberto Milhorim, chefe do Dnit em Dourados.

O órgão está sob o comando interino do engenheiro Antônio Carlos Nogueira, número dois na hierarquia do órgão, desde a demissão de Marcelo Miranda.

Bancada federal vai pedir reunião com diretor do Dnit para resolver impasse
O deputado federal Vander Loubet (PT) informou ao Campo Grande News que o senador Delcídio Amaral deve solicitar amanhã (2) uma audiência com o diret...
Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


Muito suspeita. Sera que todos os colegas dele realmente queriam indica-lo? Pelo menos parte destes colegas deveria ler Campo Grande News, não é?
E com a votação secreta, ou seha: sem possibilidade de conferir o resultado, ta com cheiro forte de manobra politica.
O diretor geral faria bem indicar para o DNIT aqui indicar um diretor, funcionario de carreira, transferido do DNIT em outro estado.
 
Marcos da Silva em 14/02/2012 10:14:30
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions