A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

25/06/2014 16:46

Após várias eleições com 15 metas em MS, PMDB apresentará agora só 10

Josemil Arruda
Nelsinho promove sábado fechamento de seu programa de governo (Foto: arquivo)Nelsinho promove sábado fechamento de seu programa de governo (Foto: arquivo)

Depois de várias eleições com o PMDB apresentando 15 metas, desde 1996, quando André Puccinelli conquistou a Prefeitura de Campo Grande, neste pleito de 2014 os peemedebistas resolveram reduzir para 10. O pré-candidato a governador Nelsinho Trad (PMDB) revolveu inovar na apresentação do seu programa de governo.

Nesta semana, Nelsinho apresentou aos partidos aliados o esboço do seu programa de governo e os representantes das legendas opinaram. Ficou definido que no próximo sábado (28), véspera da convenção do PMDB, vão se reunir técnicos, secretários de governo e representantes de vários setores da sociedade para discutir a versão final do plano de governo.

A intenção de Nelsinho é que sejam realizadas, no período de 7h30 às 11 horas, várias mesas redondas para fazer o fechamento das propostas para o plano de governo, nas mais diversas áreas, como educação, saúde, segurança pública e desenvolvimento econômico.

Embora especialistas de várias áreas estejam debatendo o programa de governo de Nelsinho, a condução tem sido dada pela área de marketing, cujos profissionais têm participado das reuniões. O nome do marketeiro de Nelsinho, porém, continua sendo mantido em segredo. Sabe-se apenas que é de Brasília.

Nesta semana ao participar das entrevistas dos pré-candidatos a governador, Nelsinho informou várias das propostas que pretende implementar caso seja eleito. O peemedebista pretende criar gerências e conselhos regionais para definir prioridades e fiscalizar obras nos municípios. “Com a presença da população acerta-se mais e os resultados aparecem rapidamente”, argumentou.

Garantiu ainda que, se eleito, vai priorizar investimentos em saúde pública. “Para melhorar o atendimento, vamos concluir e equipar os Hospitais Regionais de Três Lagoas e de Dourados, criando dois grandes centros de referência de alta complexidade no interior, aliviando a Capital e atendendo melhor as pessoas. Vamos ampliar, reformar e equipar com UTIs e unidades mais avançadas nos hospitais de municípios polos, como Naviraí, Nova Andradina, Jardim, Amambai, Ponta Porã e outros. Nestas mesmas cidades, vamos erguer centros regionais de diagnóstico, evitando o deslocamento de pacientes para a realização de exames”, afirmou o ex-prefeito.

Também quer manter como prioridade os investimentos em educação. Lembrando que Mato Grosso do Sul foi, em 2010 e 2012, o Estado brasileiro que mais investiu em educação, o ex-prefeito informou que quer continuar nesse ritmo, “notadamente com a expansão da educação integral, inclusive com a construção de prédios escolares adaptados para esse tipo de ensino como fizemos em Campo Grande”.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions