A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

31/05/2011 18:22

Arroyo apresenta PEC para plebiscito sobre mudança do nome de MS

Fabiano Arruda
Arroyo acredita que PEC seja primeiro passo para discutir mudança. (Foto: Arquivo)Arroyo acredita que PEC seja primeiro passo para discutir mudança. (Foto: Arquivo)

O deputado Antônio Carlos Arroyo (PR) apresentou, na sessão desta terça-feira, na Assembleia Legislativa, PEC (Projeto de Emenda Constitucional) que acrescenta dois incisos ao artigo 4º da Constituição Estadual sobre o plebiscito.

Para o líder republicado na Casa, o mecanismo é um primeiro passo para que os sul-mato-grossenses discutam sobre a mudança do nome de Mato Grosso do Sul.

Segundo informações da Assembleia, o inciso primeiro determina que, para a mudança de denominação do estado, a emenda constitucional seja precedida da aprovação da Assembleia Legislativa e de consulta à população por meio de plebiscito.

Já o inciso segundo estabelece que o plebiscito seja realizado simultaneamente com eleições gerais.

Na semana passada, Arroyo ocupou a tribuna para discursar sobre o tema. “O Estado perde muito, inclusive, a oportunidade de usar o nome Pantanal”, considera o parlamentar.

Para ele não haverá imbróglio na alteração do nome. Sobre os custos de um plebiscito, sugeriu como solução ser realizado durante as eleições municipais para não gerar novos custos. Em relação à nova sigla do nome Pantanal, que chegou a ser polêmica, ele defendeu que está esclarecido: a nova legenda seria PN e não PT.

Sobre o fato da necessidade de alterar placas das vias em Mato Grosso do Sul e documentos, Arroyo minimizou. “Quando trocaram MT por MS todo mundo teve de tirar novos documentos. Não vejo empecilhos”, disse.

Erro no Congresso reascendeu polêmica discussão sobre o nome de MS. (Foto: Divulgação)Erro no Congresso reascendeu polêmica discussão sobre o nome de MS. (Foto: Divulgação)

As discussões foram motivadas por um erro na Câmara Federal. Lá um totem apontava os parlamentares de Mato Grosso do Sul como de Mato Grosso. “Na corte maior do legislativo nacional nós não existimos”, enfatizou na ocasião.

CCJR - Presidente da CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação), Arroyo integrou os trabalhos da comissão na Assembleia nesta terça-feira, quando foram aprovaram oito e rejeitados dois projetos.

Erro na Câmara Federal resgata debate sobre mudança do nome de MS
Um novo equívoco que trocou o nome de Mato Grosso do Sul por Mato Grosso, desta vez no painel de deputados na Câmara Federal, reascendeu a antiga dis...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...


Moro em Cuiabá e sinceramente acho uma besteira total essa mudança de nome do do irmão mais novo o que se tem é dezenas de politicos , jornalistas , etc precisam saber e conhecer geografia estamso em 2011 e acho niguém sabe ainda quem descobriu o Brasil , aj viagi muit por esse país e sem,pre comento com toods aonde vou acho que a população também precisa parar co esse bairrismo que nõa se leva nada a começar pelo louco do Governador acho que os dois estados tem semlhanças e podem continuar fazendo politica para todos que moram nos dois estados melhorando a vida daquele que não tem absolutamnete nada, somo irmãos e não podemos entrar nessa guerra de polticos que so quere ver o seu interesse pessoal a população que se f.... é o que acho um abraço a todos irmãos sul-matogrossenses e stamso aqui para ajudar e colaborar.
 
Cidão Marques em 02/06/2011 09:10:31
Mais aqui é Mato Grosso mesmo, mas só que do "SUL", não podemos ficar magoados por sermos chamados de MATO GROSSO, pois o somos. Também somos matogrossenses, para ser exato sulmatrogrossenses, é a mania do brasileiro de abreviar os nomes grandes: RIO PRETO; RIO PARDO, RIO, MINAS. Os paulistas, os paranaenses, catarinenses, sempre nos chamam de MATO GROSSO. Se quisermos continuar com este nome não devemos ficar chateados por sermos chamados ou confundidos com o MATO GROSSO, como o JOSE ANTONIO, não deve ficar bravo de ser chamado de JOSÉ. Ainda mais que estamos sendo confundidos com um bom estado, o que dono realmente deste nome, eles não tem culpa dos outros nos chamar assim, aliás eles é que deveriam ficar bravos, porque o nome é deles não nosso, eles não tem culpa dos nossos separatistas da época não terem criatividade e dar um novo nome ao nosso estado.
 
jose antonio em 01/06/2011 11:38:52
Mais aqui é Mato Grosso mesmo, mas só que do "SUL", não podemos ficar magoados por sermos chamados de MATO GROSSO, pois o somos. Também somos matogrossenses, para ser exato sulmatrogrossenses, é a mania do brasileiro de abreviar os nomes grandes: RIO PRETO; RIO PARDO, RIO, MINAS. Os paulistas, os paranaenses, catarinenses, sempre nos chamam de MATO GROSSO. Se quisermos continuar com este nome não devemos ficar chateados por sermos chamados ou confundidos com o MATO GROSSO, como o JOSE ANTONIO, não deve ficar bravo de ser chamado de JOSÉ. Ainda mais que estamos sendo confundidos com um bom estado, o que dono realmente deste nome, eles não tem culpa dos outros nos chamar assim, aliás eles é que deveriam ficar bravos, porque o nome é deles não nosso, eles não tem culpa dos nossos separatistas da época não terem criatividade e dar um novo nome ao nosso estado.
 
jose antonio em 01/06/2011 01:14:16
Acho essa inciativa uma bobagem muito grande! tem tantas coisas que precisam ser vistas no nosso Estado como: segurança, educação, saúde(Santa Casa, HU, doentes nos corredores)e gastam energia e gastarão dinheiro com temas medíocres. Êta mundozinho político esse hem????
 
julian medina em 31/05/2011 10:07:31
parabens Deputado Arroyo, ja era hora de tomarmos uma atitude, pois até quando vamos
aguentar MT, um nome que poderá indentificar o nosso estado, ESTADO DO PANTANAL- PN, a maior parte do pantanal fica em nosso estado,

tfa

marcondes
 
antonio ramao marcondes carvalho em 31/05/2011 09:34:49
sou contra a mudança do nome. o importante e divulgar o nome/ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL.
 
carlos alberto de souza em 31/05/2011 09:00:58
E a PEC 300 ninguém fala nada...Apoio aos policiais militares, pelo amor de Deus...
 
Marcelo Santos em 31/05/2011 07:53:49
Tem tanta coisa muito mais importante pra se debater e mudar em nosso Estado; mas o dinheiro público está ai, para ser gasto para com a nova mudança, que transtorno que será, antigamente era uma outra realidade!!!
 
Eduardo Silva em 31/05/2011 07:46:03
O nome do Estado poderia ser mudado para acabar com as trocas de nomes, é uma vergonha para o nosso povo, que nem mesmo os politicos na esfera federal sabe
direito onde é MT e onde é MS.
 
José Luiz em 31/05/2011 07:45:34
TANTAS COISAS MAIS IMPORTANTES PARA SEREM RESOLVIDAS......., NADA COMO VIVER NUM PAÍS SEM PROBLEMAS. VAMOS GASTAR DINHEIRO PUBLICO . É A POPULACAO QUEM PAGA .
 
EVALDO CARVALHO em 31/05/2011 06:59:16
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions