A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

19/09/2014 12:48

Audiência propõe criação de UPA veterinária e parceria com clínicas privadas

Leonardo Rocha
Em audiência é proposta criação de UPA-VET, assim como campanhas e parcerias com clinicas particulares (Foto: Leonardo Rocha)Em audiência é proposta criação de UPA-VET, assim como campanhas e parcerias com clinicas particulares (Foto: Leonardo Rocha)

Em audiência pública sobre maus tratos a animais domésticos, realizada na Câmara Municipal, nesta manhã, os participantes propuseram a criação de uma UPA-VET (Unidade de Pronto Atendimento Veterinário) e a realização de parcerias entre a prefeitura de Campo Grande com clínicas particulares de veterinária, para prestar este atendimento.

O vereador Chiquinho Teles (PSD) ressaltou que o projeto autorizativo para criação da UPA-VET, já está em tramitação na Câmara. Ela funcionaria 24 horas por dia, com centro cirúrgico disponível, restando às instituições e ongs realizarem um grande mobilização no dia da votação do projeto. "Político não aguenta pressão, vamos dar a prefeitura a oportunidade de colocar esta proposta em prática".

Os participantes (audiência) ressaltaram que esta UPA-VET iria ajudar neste contexto, mas não resolveria o problema, sendo necessário a criação de um hospital público para animais domésticos, assim como parcerias com o setor privado. "A UPA é importante, mas se não sair do papel, poderemos realizar parcerias com clínicas particulares (veterinárias)", sugeriu o veterinário Milton Neto.

A veterinária Maria Lúcia Metello ressaltou que além desta unidade emergencial, que depende do compromisso da prefeitura, é preciso fazer o controle de animais de ruas, para questão de saúde da população, assim como uma legislação mais efetiva contra os maus tratos aos animais.

Também foram propostas pelos representantes dos sindicatos, ongs e entidade a realização de uma semana de combate aos maus tratos, assim como campanhas de conscientização aos responsáveis pelos animais. Também foi citado a castração gratuita de cachorros em Campo Grande e cursos de capacitação para profissionais do ramo.

Reclamações - O vereador Eduardo Romero (PT do B) revelou que desde julho o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) está sem kit de teste para leishmaniose, sendo feito apenas análise clínica.

Katiana Macedo, que faz parte do grupo "Protetores Independentes" aos animais, afirmou que também foi sugerido que se desvincule do CCZ o tratamento de animais domésticos, que passaria a ser da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano). "Os animais domésticos seriam tratados tanto na UPA-VET ou em outro local, deixando o CCZ apenas o controle de zoonoses e leishmaniose", ponderou ela.

Ações - O vereador de Três Lagoas, Beto Araújo (PSD), que é um dos ativistas da luta contra maus tratos aos animais, participou do evento em Campo Grande e ressaltou que pode se realizar cursos de capacitação a professores sobre educação ambiental.

"Seria uma ótima ação em Campo Grande, pois teria profissionais capacitados sobre estes temas, tenho 50 animais na minha casa e faço esta ação de defesa e luta pelos animais em Três Lagoas".

Participaram da audiência os vereadores Eduardo Romero (PT do B), Chiquinho Teles (PSD), Otávio Trad (PMDB) e Luiza Ribeiro (PPS), além de representantes da OAB-MS, ongs, sindicatos e da Decat (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais e Proteção ao Turista).




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions