A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Agosto de 2017

21/12/2016 20:27

Autor de lei que dificulta uso do 'loló' destaca ações feitas em 2016

Nyelder Rodrigues
Marcio Fernandes é deputado estadual desde 2007 e elenco ações realizadas em 2016 (Foto: Divulgação)Marcio Fernandes é deputado estadual desde 2007 e elenco ações realizadas em 2016 (Foto: Divulgação)

O deputado estadual Marcio Fernandes (PMDB) realizou nesta quarta-feira (21) uma prestação de contas à sociedade na Assembleia Legislativa, listando as atividades de sua legislatura neste ano, entre elas a apresentação de 11 projetos de lei e repasse de R$1,5 milhão em 33 emendas parlamentares para 23 cidades.

As verbas foram destinadas tanto para o Interior como para a Capital. Além disso, Fernandes comentou que foi autor de 140 indicações, atendendo reivindicações da população como a pavimentação asfáltica da MS-258, no trecho que liga a BR-060 em Sidrolândia à BR-163 no distrito de Anhanduí.

Já entre os projetos de lei apresentados pelo parlamentar, o que ganhou mais destaque do próprio foi a restrição da comercialização de benzina, éter, tíner, clorofórmio e acetona, além do produto anti-respingo de solda sem silicone.

As substâncias são usadas para criar o entorpecente chamado de Loló, o antigo Lança Perfume, que além de causar vício, é porta de entrada para o uso de outras drogas com maior efeito entorpecente. O uso do Loló também pode levar ao coma ou até a morte. Solventes e inalantes estão na segunda posição entre as drogas mais utilizadas no país.

"Todas as nossas leis são planejadas a partir do nosso relacionamento com as pessoas. Esta em especial tem a intenção de conter o aumento da utilização desse entorpecente, que tem levado tantos jovens a se enganarem com o efeito de bem-estar momentâneo, sem lembrarem do risco, que pode levar ao coma, e até a morte", explica Marcio Fernandes.

Emendas e ação social - Das 33 emendas propostas para 23 municípios do Mato Grosso do Sul, Fernandes conseguiu várias melhorias para a população. Uma delas foi a destinação de climatizadores para o Educandário Getúlio Vargas. Outra foi a reforma da Escola Estadual Dolor de Andrade.

O deputado estadual Marcio Fernandes também fez parte da emenda coletiva que destinou recursos para o Hospital do Câncer, Maternidade Cândido Mariano e Santa Casa, as três unidades de Campo Grande.

Além da atuação parlamentar, Marcio mantém o projeto social "Judô Nota Dez" desde 2007, quando foi eleito pela primeiro vez para comandar uma cadeira na Assembleia Legislativa.

Ao todo, 5 mil crianças são atendidas com aulas gratuitas em 54 polos espalhados pelo Estado. A iniciativa surgiu pela gratidão de Fernandes com a modalidade, ao qual é faixa preta, além da vontade de ajudar crianças e adolescentes por meio de uma arte marcial que preza pela educação.

Juiz Sérgio Moro nega suspensão de segundo interrogatório de Lula
O juiz federal Sérgio Moro negou nesta sexta-feira, 18, o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para adiar seu interrogatório m...
Cármen Lúcia determina que tribunais divulguem salários de magistrados
A ministra Carmen Lúcia, presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) e do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), assinou nesta sexta (18) uma portaria ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions