A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

26/11/2014 13:45

Azambuja define foco para melhorar logística dos transportes em MS

Leonardo Rocha
Ainda temos a hidrovia do Rio Paraguai que é totalmente viável, passando por Porto Murtinho, Corumbá e Ladário, disse Reinaldo (Foto: Divulgação/Jessica Barbosa/PSDBMS)"Ainda temos a hidrovia do Rio Paraguai que é totalmente viável, passando por Porto Murtinho, Corumbá e Ladário", disse Reinaldo (Foto: Divulgação/Jessica Barbosa/PSDBMS)

O governador eleito, Reinaldo Azambuja (PSDB), participou da apresentação de projeto sobre a logística dos transportes em Mato Grosso do Sul, por um grupo de empresas do setor. Ele afirmou que sua administração terá como foco principal a busca dos investimentos na malha ferroviária do Estado, assim como uma solução para o porto de Porto Murtinho.

"Temos que resolver esta questão para aumentar a competitividade do Estado, com a logística de nosso transporte, hoje tudo se concentra nas rodovias, precisamos ampliar, entre eles as ferrovias e hidrovias, para melhorar o escoamento de nossa produção", ressaltou ele.

Reinaldo explicou a busca por mais investimentos e ações do governo federal na malha ferroviária no Estado, a serem feitos pela empresa concessionária ALL ( América Latina Logística). "Vamos cobrar esta responsabilidade, assim como do governo federal e ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres)".

O novo governador lembrou que já existe ferrovia em Aparecida do Taboado, mas que o próprio Ministério dos Transportes já apresentou estudo para implantar malha ferroviária dentro do Estado, seguindo de Aparecida do Taboado para Três Lagoas, depois Bataguassu, Nova Andradina, Maracaju, Dourados e Porto Murtinho.

"Assim teríamos um traçado (ferroviário) importante, que devemos lutar para se tornar realidade, já que passaria por todo setor industrial de Três Lagoas, por exemplo".

Reinaldo ainda citou a hidrovia Tietê - Paraná, que pode ser aproveitada por Mato Grosso do Sul, após alguns investimentos pequenos, como no acesso a Bataguassu. "Ainda temos a hidrovia do Rio Paraguai que é totalmente viável, passando por Porto Murtinho, Corumbá e Ladário".

Ele lembrou que é preciso reativar e investir no porto de Porto Murtinho e Corumbá e Ladário. "Temos que resolver as questões judiciais, pois é uma boa alternativa para o Estado, vamos focar e ter ações fortes do governo, para levar desenvolvimento".

Azambuja explicou que o estudo mostrado hoje (26), foi de um grupo de empresas que já são contratados em processo licitatório pelo Estado, justamente para levantar estes dados de logística. O consultor João Pedro Cuthi Dias, que apresentou as informações, ressaltou que este trabalho visa mostrar os problemas de logística que atrapalham o Estado, assim como oferecer caminhos para mudar este cenário.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions