A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

15/06/2016 11:29

Bancada do PT em MS apresenta moção de repúdio pela morte de índio em Caarapó

Deputados estaduais querem enviar documento ao MPF, PF e Ministério da Justiça

Mayara Bueno e Leonardo Rocha
Bancada do PT na Assembleia. Da esquerda para a direita, Pedro Kemp, João Grandão e Amarildo Cruz. (Foto: Roberto Higa e Victor Chileno/ALMS)Bancada do PT na Assembleia. Da esquerda para a direita, Pedro Kemp, João Grandão e Amarildo Cruz. (Foto: Roberto Higa e Victor Chileno/ALMS)

A bancada do PT na Assembleia Legislativa de MS apresentou uma moção de repúdio pela morte de um indígena na terça-feira (14), em conflito na fazenda Yvu, próximo a aldeia Teýikuê, em Caarapó, distante 283 km de Campo Grande. O documento foi apresentado nesta quarta-feira (15) na casa de leis.

A intenção, segundo o líder do PT, no Legislativo Estadual, é encaminhar a moção para o Ministério da Justiça, MPF (Ministério Público Federal) e Polícia Federal. Com a segunda maior população de índios do País, o Estado já foi palco de diversos conflitos por terra entre indígenas e produtores rurais, muitos deles resultado em mortes de índios.

Na terça-feira, ao menos oito pessoas ficaram feridas, das quais três são policiais. O agente de saúde Clodioudo Aguile Rodrigues dos Santos acabou morto no conflito.

Conflito - Desde a noite de domingo (12), mais de mil indígenas da aldeia Te’yikuê, ocuparam a fazenda Yvu. Produtores foram até o local para tentar libertar funcionários que estariam sendo mantidos reféns e houve confronto, resultando na morte, duas pessoas queimadas e outros feridos.

Depois do confronto, os índios bloquearam a estrada MS-280, que corta a aldeia Te’yikuê. Revoltado por não conseguir passar, o motorista de um caminhão teria jogado o veículo contra os índios, que teriam colocado fogo no veículo.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions