A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

29/11/2015 12:25

Bernal cita novo "golpe", mas diz que vai conversar com João Rocha

Leonardo Rocha
Bernal diz que vai ter uma relação republicana com novo presidente (Foto: Fernando Antunes)Bernal diz que vai ter uma relação republicana com novo presidente (Foto: Fernando Antunes)

O prefeito Alcides Bernal (PP) diz que vai conversar de forma "republicana" com o novo presidente da Câmara Municipal, o vereador João Rocha (PSDB), eleito na última sexta-feira (27), no entanto citou que ouviu notícias nas redes sociais, que estavam aplicando nos bastidores um "novo golpe" político na Capital.

"Eu como prefeito converso seja quem for o presidente, teremos uma relação institucional e republicana, mas correu notícias que houve a intenção de novo golpe político, como houve no passado, isto é lamentável, se olhar nas redes sociais vai encontrar isto, mas vou conversar com o presidente, seja que for, João, José, Manoel, Pedro ou Bonifácio".

Bernal disse que não vai deixar de dialogar com a Câmara, já que esta precisa aprovar leis de interesse público, lembrando inclusive que vai estar na Casa de Leis, na próxima terça-feira (01), para apresentar um projeto sobre tributos.

"Tenho muito respeito com o poder legislativo, fiquei sabendo de um movimento que era de bastidores para fazer um golpe, é muito grave esta situação, pois é preciso respeitar a decisão do povo que escolheu seu representante e o vereador João Rocha tem que entender isto, buscando uma relação republicana e respeitosa, parar com politicagem".

Bernal não apoiou a escolha do tucano para presidir o legislativo, tanto que dos 28 vereadores que votaram na eleição, João Rocha teve apenas uma posição contrária, do vereador Cazuza (PP), que na sua declaração destacou que se tratava de uma decisão partidária e não pessoal.

Diálogo - O novo presidente destacou que seu primeiro ato seria uma reunião com Bernal, e que iria buscar uma relação de tranquilidade e entendimento com o poder executivo. "A política sempre se faz com uma boa conversa".

Sobre qualquer especulação ou suposições "hipotéticas" sobre mudança na prefeitura, disse que foi eleito para comandar a Câmara e que este era o seu foco e objetivo, mesmo sabendo que a legislação, em caso de vacância, por força de lei, indica o presidente da Casa para assumir o posto. "Nosso foco é a Câmara".



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions