A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

24/03/2014 11:02

Bernal deixa de licitar 79 projetos para o município, diz relatório do prefeito

Luciana Brazil e Kleber Clajus
Olarte chega para coletiva de imprensa onde apresenta relatório. (Foto:Cleber Gellio)Olarte chega para coletiva de imprensa onde apresenta relatório. (Foto:Cleber Gellio)

Durante a gestão do ex-prefeito Alcides Bernal (PP), cassado no último dia 12, a Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação) deixou de licitar 79 projetos em 2013. As licitações representavam um montante de R$ 80 milhões, recursos que seriam oriundos de convênios e de verbas próprias.

Os dados fazem parte de um relatório divulgado hoje (24) pelo prefeito Gilmar Olarte (PP), onde inúmeras irregularidades foram apontadas.

O levantamento diz que os projetos ficaram parados por “indecisão do prefeito e ineficiência da Equipe de Licitação da administração anterior”.

Olarte, que assumiu após a cassação, afirma ainda que não houve regularidade de pagamento às empresas prestadoras de serviços, o que causou prejuízos nas obras contratadas pelo município.

Atraso nas liberações dos empenhos e desorganização de atestados “nada consta” da prefeitura junto aos órgãos financiadores, sendo um deles a Caixa Econômica Federal, foram alguns dos motivos que emperraram a consolidação de projetos.

Segundo os dados, também houve dificuldade de liberação da contrapartida do município nos projetos apresentados à Seintrha. Essa lentidão impediu a liberação de pagamentos feitos pela Caixa Econômica.

A obra da Avenida Júlio de Castilho são alguns dos exemplos citados no documento entregue à imprensa na manhã de hoje.

Obras do PAC- Com a lentidão nos trâmites da prefeitura, muitas obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) que envolviam desapropriações, não foram adiante. De acordo com o relatório, as obras do complexo Balsamo fazem parte da lista de negativas.

Outro exemplo mostra a demora dos trabalhos como o prolongamento da Avenida Rita Vieira, que teve seu primeiro lote liberado apenas no dia 10 de março deste ano.



Republicando 2 - E as "viúvas" do Bernal o que dizem disso? á já sei, vão dizer que é mentira, pura intriga da oposição golpista.
 
Antonio Mazeica em 24/03/2014 11:22:20
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions