A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

04/09/2014 10:55

Bernal e Nelsinho perdem tempo e Azambuja tem direito de resposta

Leonardo Rocha
Bernal perde novamente tempo por utilizar espaço dedicado aos deputados federais (Foto: Arquivo)Bernal perde novamente tempo por utilizar espaço dedicado aos deputados federais (Foto: Arquivo)
Nelsinho perde tempo nas inserções por utilizar espaço dos candidatos proporcionais (Foto: Marcelo Calazans)Nelsinho perde tempo nas inserções por utilizar espaço dos candidatos proporcionais (Foto: Marcelo Calazans)

A Justiça Eleitoral determinou a perda de tempo do candidato ao governo estadual, Nelsinho Trad (PMDB), e do postulante ao Senado, Alcides Bernal (PP), por utilizarem espaço dedicado aos candidatos no cargo proporcional. Também concedeu direito de resposta a Reinaldo Azambuja (PSDB) em relação ao programa "Mais Médicos", do governo federal.

O juiz auxiliar do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul), Emerson Cafure, em quatro decisões, resolveu pela perda de tempo de Nelsinho Trad (PMDB), que somados chegam a 23 segundos. O motivo é o fato do peemedebista ter usado espaço destinado aos candidatos na proporcional, durante os dias 20, 22 e 23 de agosto, através das inserções.

Neste período apareceu os dizeres "quem sabe faz" e "com Nelsinho vamos fazer muito mais". Esta perda de tempo vai ser no espaço de "inserções' destinados ao cargo na majoritária do PMDB. A não aplicação pode gerar multa de R$ 15 mil.

O candidato ao Senado, Alcides Bernal (PP), novamente perdeu 48 segundos de tempo por ocupar o espaço destinado aos deputados federais, durante o programa eleitoral, no dia 21 de agosto.

O juiz Emerson Cafure ressaltou em sua decisão que não houve a menção e nome dos candidatos proporcionais em seu espaço, ou mesmo "inserção" de depoimento destes, mas sim "ocupação quase total do espaço a pretexto de apresentação dos candidatos proporcionais, os quais em nenhum momento se manifestam, o que, sem dúvida alguma, leva o eleitor a confundir-se sobre quem realmente é o candidato".

Esta penalidade será cumprida no dia 5 de setembro, no período vespertino e noturno, neste período não deverá ser utilizado qualquer publicidade eleitoral, devendo apenas ser veiculada a mensagem "Tempo perdido pelo PP por infringência ao art. 43, da Resolução TSE n.º 23.404/2014".

Azambuja consegue direito de resposta sobre programa Mais Médicos (Foto: Marcelo Calazans) (Foto: Arquivo)Azambuja consegue direito de resposta sobre programa "Mais Médicos" (Foto: Marcelo Calazans) (Foto: Arquivo)

Direito de Resposta - O juiz eleitoral e desembargador Romero Osme Dias Lopes concedeu direito de resposta ao candidato Reinaldo Azambuja (PSDB) sobre a informação que apareceu no programa de Nelsinho Trad (PMDB), que ele teria votado contra o programa "Mais Médicos", do governo federal.

O magistrado determinou um minuto de direito de resposta no espaço destinado ao cargo majoritário de governador da coligação do PMDB, no período noturno da televisão em relação a informação veiculado nos dias 25 e 27 de agosto.

Na decisão se ressalta que o conteúdo que foi manifestado é "inverídico" sobre o candidato tucano, já que este votou a favor do programa, em "votação simbólica" pelo partido na Câmara dos Deputados.

Por esta razão a propaganda foi feita "fora dos limites da livre manifestação de opinião de cunho político, da qual se descambou para a distorção dos fatos a ponto de se tornarem as afirmações sabidamente inverídicas". E que este direito de resposta tem como objetivo reparar e corrigir o conteúdo, não podendo ter "auto promoção" "propaganda eleitoral" ou ataque aos terceiros.

Marun ainda quer votar relatório da JBS antes de posse no ministério
Na véspera de ser empossado como ministro da Secretaria de Governo, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), relator da Comissão Parlamentar Mista de Inqué...
Senado aprova R$ 1,9 bi a estados para compensar desoneração de exportações
Após suspender a sessão do Congresso Nacional, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), retomou os trabalhos do plenário da Casa com o obj...
Temer discutirá data de votação da reforma da Previdência nesta quinta
O anúncio do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), de que a votação da proposta de reforma da Previdência ficará para fevereiro causou r...


A culpa, creio, não é só da Justiça, é principalmente das Leis, é nossa, pois escolhemos maus legisladores...temos que mudar isso...
 
Estênio Seaone em 04/09/2014 14:31:11
Nossa justiça é cega, surda, muda e burra mesmo, o que o Bernal tá fazendo como candidato? Ele não foi caçado? Sinceramente eu ainda não descobri pra que servem as leis que temos em nosso pais.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 04/09/2014 12:50:30
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions