A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

01/07/2016 18:15

Bernal rebate vereadores e defende importância de taxa de iluminação

Parlamentares dizem que fundo possuí dinheiro, mas não é usado pela administração municipal

Leandro Abreu e Michel Faustino
Durante solenidade de entrega de casas populares, Bernal voltou a atacar os vereadores da Capital. (Foto: Marina Pacheco)Durante solenidade de entrega de casas populares, Bernal voltou a atacar os vereadores da Capital. (Foto: Marina Pacheco)

Além de bancar a manutenção dos postes e lâmpadas, a taxa de iluminação pública é importante para a desdobramento de um projeto de modernização do sistema de Campo Grande. Esta é a afirmação do prefeito, Alcides Bernal (PP), durante solenidade de entrega das casas populares aos moradores do Vespasiano Martins, na tarde desta sexta-feira (1°), em relação ao questionamento dos vereadores sobre o Cosip (Contribuição para o Custeio do Serviço de Iluminação Pública).

Segundo os parlamentares, recursos da taxa de iluminação pública estão parados, o que seria injustificável. Na quarta-feira (29), o vereador Edil Albuquerque (PTB) convocou a imprensa para contestar veto de Bernal (PP) ao projeto de lei que suspende por 180 dias a cobrança da Cosip na Capital.

Conforme o vereador, o veto será derrubado pela Câmara Municipal na próxima semana e a Prefeitura terá de explicar porque investimentos em iluminação "não acontecem". Atualmente, o fundo possui R$ 53 milhões em caixa "parados", diz o petebista.

Bernal diz que, se os vereadores derrubarem o veto será um prejuízo, já que esse recurso é necessário para que haja a manutenção e instalação de iluminação pública onde não existe. “A Prefeitura tem trabalhado em um projeto para modernizar o serviço de iluminação pública de Campo Grande. Já existem licitações prontas para serem lançadas, para fazer essa modernização. Isso emana um recurso muito alto. Fizemos uma avaliação para trocar todas as lâmpadas da cidade por uma de LED, que é mais moderna, eficiente e econômica. Isso geraria uma custo de R$ 300 milhões”, argumenta.

Ainda conforme o prefeito, o projeto de modernização da iluminação pública da Capital deve ser feito gradativamente pelo grande investimento. “Devo apresentar uma proposta nesse sentido em até 60 dias”, completou reiterando a necessidade de ter um recurso para esse fim, que seria viabilizado através do Cosip.

Ataque a vereadores – Ainda durante o discurso, Bernal voltou a atacar os vereadores, que segundo ele têm gerado vários entraves para que a administração fluísse. “Todos os vetos e negativas feitos pelos vereadores são prejudiciais principalmente para a população, pelo fato de que a administração assim não caminha”, finalizou citando o exemplo da demora de 90 dias para que a Câmara liberasse a suplementação orçamentária de R$ 3,6 milhões para a construção das casas no Vespasiano.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions