A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

25/08/2015 14:54

Bernal retorna ao cargo e é o 4º prefeito a assumir o comando da Capital

Edivaldo Bitencourt e Leonardo Rocha
Alcides Bernal foi reconduzido ao cargo de prefeito de Campo Grande (Foto: Arquivo)Alcides Bernal foi reconduzido ao cargo de prefeito de Campo Grande (Foto: Arquivo)

A 1ª Câmara Cível do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) julgou improcedente o recurso da Câmara Municipal e determinou a reintegração do radialista Alcides Peralta Bernal (PP) ao cargo de prefeito de Campo Grande. Na decisão da tarde de hoje (25), presidida pelo desembargador Sérgio Martins, os magistrados revalidaram sentença do juiz David de Oliveira Gomes, da 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos.

O relator do processo, desembargador Divoncir Maran, foi pelo provimento do recurso e pela manutenção da decisão do desembargador Vladimir Abreu da Silva, pela manutenção de Gilmar Olarte no cargo. No entanto, ele foi voto vencido e o agravo foi rejeitado pelos desembargadores Sérgio Fernandes Martins e Tânia Garcia de Freitas Borges.

Alcides Bernal foi eleito em outubro de 2012 com 270 mil votos no segundo turno, quando venceu o candidato Edson Giroto (PMDB). Ele assumiu em 1º de janeiro de 2013 e teve um mandato marcado por conflitos com a Câmara Municipal, problemas administrativos e foi alvo de várias investigações do MPE (Ministério Público Estadual).

No primeiro ano de Governo, ele rompeu o contrato com a RDM, que fazia a arrecadação dos impostos atrasados. Bernal foi alvo da CPI do Calote, instalada pela Câmara Municipal para investigar o não cumprimento dos contratos e o não pagamento de fornecedores.

Com base na investigação, os vereadores instalaram a Comissão Processante contra Bernal em outubro de 2013 e o mandato foi cassado em uma sessão tumultuada e tensa de 12 de março de 2014.

Investigações da Polícia Federal destacaram que a cassação de Bernal foi articulada pelo empresário João Amorim. Gravações mostram o empresário definindo o futuro do então prefeito com o presidente da Câmara Municipal, Mario Cesar Oliveira (PMDB).

Nesta terça-feira, o Gaeco desencadeou o Operação Coffee Break , que levou a detenção de oito vereadores, do secretário municipal de Saúde, Jamal Salem, e no afastamento de Olarte do cargo de prefeito e de Mario Cesar da Câmara Municipal.

Por volta das 11h30 de hoje, o vice-presidente da Câmara Municipal, Flavio Cesar (PTdoB), anunciou que iria assumir o cargo de prefeito. Ele seria o terceiro prefeito da Capital em dois anos e meio. No entanto, não tomou posse, porque a solenidade não foi marcada. 

Agora, com a decisão da Justiça, Bernal deve retonar ao posto após o afastamento, ocorrido há um ano e cinco meses. 

 

Sessão do Tribunal de Justiça que determinou o retorno de Bernal (Foto: Vanessa Tamires)Sessão do Tribunal de Justiça que determinou o retorno de Bernal (Foto: Vanessa Tamires)


FOI eleito pelo povo. Merece ser reconduzido ao cargo com toda honra!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! e que calem os que estão contra e que engulam a própria língua!!!! Parabéns a PF e ao GAECO!!!!
 
jteofs em 25/08/2015 23:19:17
piorou oq ja tava ruim! ....... #cabôcampogrande
 
Araujo em 25/08/2015 19:11:33
Infelizmente é uma vergonha! de um lado, políticos ladrões e corruptos, do outro um judiciário que envergonha e descumprem o que prometeram na sua posse. Sai um que fez o que fez, menos algo como político, entra outro que não poderia estar e que ao sair, reconduzem aquele que além de nunca ter feito nada como político e gestor, também nos roubou (contribuintes) e nada foi feito quanto a isso. Estamos vivendo um momento de vergonha sem fim, no país, município e esperar que pelo menos o estado tenha mudado para melhor.
 
tudodebom em 25/08/2015 17:41:18
É moçada.... só resta assistir o MarterChef Brasil, pelo menos lá quando eles eliminam o candidato ele não volta #CampoGrandeFoiProBuraco
 
Geovane Tiburcio de Souza em 25/08/2015 17:24:43
Meu Deus! Socorro! Campo Grande não merece isso! Pobre do cidadão campo-grandense, destruiram a cidade. Afinal, de que lado está a Justiça? Ainda bem que 2016 está chegando para acabar com essa bandalheira. O italiano vem aí...!
 
Barbarossa em 25/08/2015 17:10:38
Tino, o Gilmar Olarte não é ateu não, é pastor de seita evangélica, acredita no deus abraâmico pregado na bíblia, se acha o escolhido por uma divindade, talvez por isso acha que é intocável, ou pelo menos achava.

A crença ou não crença em deuses e divindades não define caráter de ninguém.

A propósito, visite um presídio e pergunte lá quem acredita no Deus da bíblia, lhe garanto que 99% irá levantar a mão.

 
Luciano Bandeira em 25/08/2015 16:30:46
Muito melhor a incompetência do que a bandidagem. Será que se tivesse sido eleito o Girotto seria melhor, a final ele também está sendo investigado...
 
Jorge em 25/08/2015 16:19:57
É lamentável, Campo Grande, nossa cidade morena, não merece o que está acontecendo. Parece um pesadelo. É uma capital, acho que estão brincando de casinha.
 
Rose em 25/08/2015 16:15:50
Eu sei que o Bernal não é lá grandes coisas, porém no mandato dele ele comprou viaturas, o centro da cidade estava sempre com policias a cada esquina, tinha policial a cavalo, na frente da minha casa passa viatura todos os dias e o mais estranho é que aqui é sossegado, foi o período mais seguro de campo grande, o Bernal tem muitos defeitos ainda, porém já é uma vitória a retirada desse Ateu Gilmar Olarte, que não teme a Deus e esta sendo investigado até por pedofilia, bom pelo menos agora acredito que algumas contas serão pagas e antes Bernal que a Laia do Gilmar, agradeçam povo, pois poderia ser pior, reclamar depois que o próprio povo cagou com a Cidade é fácil.
 
Tino em 25/08/2015 15:50:36
Foi cassado porque tirou a mamadeira da boca daqueles que comandavam a prefeitura a mais de vinte anos.
 
Ganso em 25/08/2015 15:43:41
Agora foi a vaca, boi, porco e todos os animais para o brejo.
 
Peixe em 25/08/2015 15:40:17
Colocaram de volta a raposa pra cuidar do galinheiro, Campo Grande esta perdido mesmo.
 
hermes canhete em 25/08/2015 15:20:20
Meu DEUS, ajudai-nos. Em quem acreditar, infelizmente não há mais credibilidade na justiça. Vamos efetuar uma manifestação para acabar com a obrigação de votar nas eleições. CHEGA!
 
Rose em 25/08/2015 15:16:36
Não podia ficar pior... sai a bandidagem entra o incompetente.
 
Luciano Bandeira em 25/08/2015 15:06:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions