ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, TERÇA  18    CAMPO GRANDE 32º

Política

Bitto lidera disputa pela OAB-MS com ampla vantagem

Pesquisa Ranking aponta Bitto Pereira com 51,85% das intenções de voto

Por Adriano Fernandes | 15/10/2021 06:05
Advogado Bitto Pereira, favorito na disputa pela presidência da OAB. (Foto: Divulgação)
Advogado Bitto Pereira, favorito na disputa pela presidência da OAB. (Foto: Divulgação)

O advogado Bitto Pereira está com 51,85% das intenções de voto na disputa pela presidência da Seccional Mato Grosso do Sul da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MS), indica levantamento do Instituto Ranking, divulgado com exclusividade pelo Campo Grande News.

A pesquisa é a mais abrangente feita até agora sobre a corrida eleitoral para a OAB-MS. Nela, foram entrevistados 800 advogados, entre os dias 4 e 7 de outubro, em 30 municípios. A margem de erro é de 4,5% e o intervalo de confiança é de 95%.

A pesquisa foi registrada na OAB-MS sob o protocolo 181192/2021.

Neste mesmo levantamento em que Bitto lidera, Rachel Magrini tem 43,85% das intenções de voto, e Giselle Marques, 4,30%. O cenário informa somente os votos válidos e utiliza o mesmo critério de totalização dos votos, que exclui brancos, nulos e eleitores indecisos.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Outros cenários 

Bitto Pereira, da chapa Mais OAB, também lidera em todos os outros cenários. Na pesquisa estimulada, ele tem 42% dos votos, enquanto Rachel, a segunda, aparece 35,5% das intenções. Giselle Marques, tem 3,50%. Brancos nulos e indecisos representam 19% dos entrevistados neste cenário.

Na pesquisa espontânea, onde não são apresentados os nomes dos candidatos, Bitto aparece com 30% das intenções. Rachel Magrini tem 24,5% e Giselle Marques, 2,5%. Os entrevistados que citaram outros nomes que não participam da disputa representam 0,5% do total. Neste cenário, os indecisos, brancos, nulos ou que preferiram não responder somam 42,5%.

Rejeição

A pesquisa Ranking ainda verificou a rejeição dos candidatos. E Giselle Marques é a mais rejeitada, e Bitto, o que enfrenta menos dificuldades entre as advogadas e advogados.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário