ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  14    CAMPO GRANDE 18º

Política

Câmara aprova suspensão de juros em parcelas de casas populares na pandemia

Projeto aprovado em regime de urgência prevê isenção de juros durante quatro meses

Por Leonardo Rocha | 26/05/2020 12:30
Vereadores durante votação na Câmara Municipal (Foto: Divulgação - CMCG)
Vereadores durante votação na Câmara Municipal (Foto: Divulgação - CMCG)

Os vereadores aprovaram a suspensão da cobrança de juros e multas, em parcelas de casas populares da Agência Municipal de Habitação, que estão atrasadas. Esta condição vai permanecer durante quatro meses, enquanto continuar a pandemia do coronavírus, em Campo Grande.

A proposta foi votada em regime de urgência, tendo 25 votos a favor e nenhum contra. “No primeiro momento o pedido era para suspender a cobrança das parcelas, mas a direção da Agência (Habitação) disse que não tinha condições de efetuar a medida, mas que poderia suspender os juros e multas neste período”, explicou o autor do projeto, o vereador Carlos Borges (PSB).

O projeto também destaca que neste quatro meses, a Agência fica autorizada a não realizar nenhuma ação judicial em desfavor dos moradores.  Caberá ainda a regulamentação das regras de como vai funcionar esta isenção (juros e multas) na prática.

“Tivemos o conhecimento que muitas pessoas, com parcelas atrasadas, estavam pagando até R$ 70,00 reais de juros por mês, agora vão ficar livres destes valores durante este período”, ponderou o vereador. Para ter o apoio dos colegas, o autor justificou que a população sentiu as consequências econômicas devido a pandemia.