A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

29/04/2016 13:38

Candidato a vice na chapa de Rose deve ser definido através de pesquisa

Michel Faustino e Leonardo Rocha
A vice-governadora Rose Modesto comentou sobre o processo de escolha de seu vice para as eleições deste ano. (Foto: Fernando Antunes)A vice-governadora Rose Modesto comentou sobre o processo de escolha de seu vice para as eleições deste ano. (Foto: Fernando Antunes)

Com o nome da vice-governadora Rose Modesto (PSDB) sacramentado na noite desta quinta-feira (29) para disputar as eleições na Capital, este ano, os tucanos começam a se articular em busca de um nome para compor a chapa. Apesar de estar predisposto ao diálogo, principalmente com os partidos aliados, o PSDB deve levar em conta, para a escolha do vice, os resultados de pesquisas.

Rose comentou, na manhã desta sexta-feira (29), durante evento em alusão a semana estadual dos povos indígenas, no teatro Aracy Balabanian, que o processo deve ser semelhante ao considerado pelo partido para a escolha de seu nome como pré-candidata à sucessão de Alcides Bernal (PP).

“O partido decidiu internamente que vai ser feito através de pesquisa, assim como foi realizado o processo que chegou no meu nome. Isso vai ser importante, porquê a pesquisa deve apontar qual é o perfil de vice que as pessoas desejam. E a partir daí, o partido começa a afunilar as conversações”, disse.

Ela lembrou que, paralelo ao processo para que deve apontar o nome para compor a chapa, os diálogos com os partidos aliados devem ocorrer.

O deputado e vice-presidente estadual do PSDB, Rinaldo Modesto, diz que a definição do vice deve sair até o período da formação das coligações – 20 de julho a 15 de agosto. Ele ressalta que, mesmo considerando as pesquisas, a tendência é de que o nome seja de um partido aliado. Rinaldo reforça que perfil do candidato deve ser o oposto de Rose.

“Seria importante termos um candidato da área do comércio ou indústria. A Rose tem um perfil mais comunitário, das ruas e da educação. Alguém que tivesse um perfil diferente e pudesse somar seria importante”, disse.

Já o presidente estadual do partido, Márcio Monteiro, acredita que o escolhido será alguém que esteja alinhado com o projeto do partido para Campo Grande. Ele reforça que o PSDB irá 'abraçar' os partidos aliados, mas também deve buscas novas legendas para compor um bloco forte.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions