A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

20/07/2014 14:21

Candidatos aproveitam recesso parlamentar para organizar campanhas

Leonardo Rocha
Deputado Carlos Marun disse que período é oportuno para organizar campanha (Foto: Divulgação)Deputado Carlos Marun disse que período é oportuno para organizar campanha (Foto: Divulgação)
Grazielle destaca visitas ao interior, assim como preparo de toda campanha (Foto: Divulgação)Grazielle destaca visitas ao interior, assim como preparo de toda campanha (Foto: Divulgação)

Os candidatos que possuem mandato no legislativo municipal e estadual irão aproveitar o recesso parlamentar na Câmara Municipal e na Assembleia Legislativa para organizar e estruturar a campanha, já que as ações e grandes eventos devem começar a partir de agosto, em Mato Grosso do Sul.

No legislativo estadual a última sessão foi no dia 15 de junho (terça-feira), e o retorno está previsto para o dia 4 de agosto. “Este período do recesso é importante, já que nos libera do compromisso parlamentar e proporciona organizar as atividades e ações para a campanha eleitoral, as ações e atividades nas ruas começa em agosto, então temos que preparar tudo com cuidado”, afirmou o deputado Carlos Marun (PMDB), que vai concorrer a uma vaga na Câmara dos Deputados.

Ele ainda adiantou que os candidatos utilizam este tempo para fazer constantes visitas as cidades do interior, já que antes as reuniões estavam mais concentradas na Capital. “Já tenho algumas viagens marcadas durante este tempo, depois que retornar a Assembleia temos que conciliar, já que teremos mais trabalho no legislativo”, apontou.

O deputado Cabo Almi (PT) destacou que este “tempo livre” serve para definir as estratégias de atuação, para “largada” na campanha, que deve ficar para o começo do mês que vem. “Vou aproveitar para reunir com as principais lideranças do partido, dialogar com a coordenação de campanha e definir nossos próximos passos”.

O petista lembrou que após a volta dos trabalhos, os deputados devem focar as ações na Assembleia, já que a população estará acompanhando as atividades. “Se for feito um bom trabalho no legislativo, o resultado será justamente os votos na eleição”.

Organização – A vereadora Grazielle Machado (PR), que será candidata a deputada estadual, definiu este momento como de “organização”, para que sejam realizados os compromissos no interior, assim como o preparo para ações durante toda campanha. “Este planejamento é essencial, temos que estar atentos quando a própria população levar a campanha para as ruas”.

Já o vereador Herculano Borges (SD), que também disputa uma cadeira no legislativo estadual, lembrou que neste momento é importante fazer o contato com a população, lideranças e aliados que podem ajudar na campanha, além das visitas nos bairros da Capital e em cidades mais distantes. “Temos que conversar com a população, mostrar nosso trabalho e propostas”.

A Câmara Municipal de Campo Grande encerrou as atividades do semestre no dia 17 de julho (quinta-feira) e deve retornar aos trabalhos no dia 4 de agosto.

Dos 24 deputados estaduais, apenas três não irão participar desta eleição, Jerson Domingos (PMDB), Antônio Carlos Arroyo (PR) e Dione Hashioka (PSDB). Já entre os vereadores de Campo Grande, 11 irão disputar este pleito eleitoral.

Entre eles estão Carla Stephanini (PMDB), Zeca (PT), Elizeu Dionizio (SD) e Ademir Vieira, o Coringa (PSD), Grazielle Machado (PR), Loester Nunes (PMDB), Paulo Siufi (PMDB), Vanderlei Cabeludo (PMDB), Herculano Borges (SD), Edson Shimabukuro (PTB) e Alceu Bueno (PSL).




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions