A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 22 de Março de 2019

18/12/2018 11:05

Candidatos procuram deputado para denunciar irregularidades em concurso

Processo seletivo da SED (Secretaria Estadual de Educação) recebeu acusações de erros nas questões

Izabela Sanchez e Leonardo Rocha
Deputado estadual Pedro Kemp (Victor Chileno/ALMS)Deputado estadual Pedro Kemp (Victor Chileno/ALMS)

As denúncias de irregularidades no concurso para professores da SED (Secretaria Estadual de Saúde) chegaram até a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul. Deputado estadual, Pedro Kemp (PT) utilizou a tribuna para relatar as denúncias de professores que procuraram o parlamentar.

O deputado pediu que a SAD (Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização) e a SED expliquem os supostos erros nas provas, e que procurem a Assembleia para prestar esclarecimentos.

“Fui procurado por professores que disseram que houve uma desorganização na prova. Houve celular tocando durante a prova, presenciaram duas pessoas com gabarito quase preenchido no começo da prova e reclamaram da qualidade das questões”, comentou o deputado.

Kemp ainda afirmou que uma das reclamações era sobre as ilustrações das provas, que estava difíceis de serem visualizadas, além de questões que teriam sido copiadas de outros concursos. O deputado ainda sugeriu que o MPMS (Ministério Público Estadual) apure a existência de irregularidades.

Líder do governo na Assembleia, Rinaldo Modesto (PSDB) afirmou que “todas as dúvidas devem ser sanadas e vai caber aos órgãos retirar essas dúvidas”. “Acredito que tudo vai ser apurado pelo governo e caso as denúncias se confirmem a comissão vai tomar as medidas cabíveis”, afirmou. Questionado, o deputado não descartou, entre as medidas, a suspensão da prova.

Denúncias – Alguns candidatos relataram ao Campo Grande News sobre as irregularidades. Os concorrentes alegaram várias situações incomuns, como a dificuldade em enxergar a tabela periódica, falta de formatação e de parágrafos nos textos.

A concorrência pública oferta mil vagas de professores e servidores do setor administrativo. A prova foi aplicada em Campo Grande e Dourados. São 14.370 candidatos inscritos.

Conforme o edital do concurso, os profissionais deverão atuar nas áreas de Arte, Ciências da Natureza – Biologia, Educação Física, Filosofia, Física, Geografia, História, Língua Estrangeira – Inglês, Língua Portuguesa/Literatura, Matemática e Química. A carga horária é de 20 horas semanais com salários de R$ 2.878.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions