ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEGUNDA  21    CAMPO GRANDE 17º

Política

Candidatos procuram deputado para denunciar irregularidades em concurso

Processo seletivo da SED (Secretaria Estadual de Educação) recebeu acusações de erros nas questões

Por Izabela Sanchez e Leonardo Rocha | 18/12/2018 11:05
Deputado estadual Pedro Kemp (Victor Chileno/ALMS)
Deputado estadual Pedro Kemp (Victor Chileno/ALMS)

As denúncias de irregularidades no concurso para professores da SED (Secretaria Estadual de Saúde) chegaram até a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul. Deputado estadual, Pedro Kemp (PT) utilizou a tribuna para relatar as denúncias de professores que procuraram o parlamentar.

O deputado pediu que a SAD (Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização) e a SED expliquem os supostos erros nas provas, e que procurem a Assembleia para prestar esclarecimentos.

“Fui procurado por professores que disseram que houve uma desorganização na prova. Houve celular tocando durante a prova, presenciaram duas pessoas com gabarito quase preenchido no começo da prova e reclamaram da qualidade das questões”, comentou o deputado.

Kemp ainda afirmou que uma das reclamações era sobre as ilustrações das provas, que estava difíceis de serem visualizadas, além de questões que teriam sido copiadas de outros concursos. O deputado ainda sugeriu que o MPMS (Ministério Público Estadual) apure a existência de irregularidades.

Líder do governo na Assembleia, Rinaldo Modesto (PSDB) afirmou que “todas as dúvidas devem ser sanadas e vai caber aos órgãos retirar essas dúvidas”. “Acredito que tudo vai ser apurado pelo governo e caso as denúncias se confirmem a comissão vai tomar as medidas cabíveis”, afirmou. Questionado, o deputado não descartou, entre as medidas, a suspensão da prova.

Denúncias – Alguns candidatos relataram ao Campo Grande News sobre as irregularidades. Os concorrentes alegaram várias situações incomuns, como a dificuldade em enxergar a tabela periódica, falta de formatação e de parágrafos nos textos.

A concorrência pública oferta mil vagas de professores e servidores do setor administrativo. A prova foi aplicada em Campo Grande e Dourados. São 14.370 candidatos inscritos.

Conforme o edital do concurso, os profissionais deverão atuar nas áreas de Arte, Ciências da Natureza – Biologia, Educação Física, Filosofia, Física, Geografia, História, Língua Estrangeira – Inglês, Língua Portuguesa/Literatura, Matemática e Química. A carga horária é de 20 horas semanais com salários de R$ 2.878.